Notícias

Futebol Brasileiro

“Estou recuperado” diz Zé Rafael antes de partida contra o Sport

images (5)

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Zé Rafael e sua fome de estar sempre jogando

Fominha, é o que Zé Rafael acha de si mesmo. Jogador que mais disputou partidas  pelo Bahia no ano, Zé pouco sai por conta de lesões ou cansaço físico.

Por isso surgiu até brincadeiras nas redes sociais chamando o meia de “Ciborg”, por apanhar tanto nas partidas. Mas uma hora Zé teve que ficar de fora, após pancada na lombar na partida contra o Ceará, o jogador sentiu muitas dores e não pode atuar contra o Atlético Paranaense.

– Eu vinha numa sequência grande e tomei duas pancadas. Ia me limitar. Eu não ia ficar fora do jogo, mas não ia conseguir fazer minhas funções no melhor. Então, em conjunto, tomamos essa decisão, como eu não estaria 100%, tomamos a decisão de dar uma recuperada – afirmou na coletiva.

O jogador respondeu sobre sua vontade de sempre estar em campo.

– Porque sou fominha e porque minha condição física me ajuda muito. Me preparo muito para conseguir estar bem sempre e acho que tenho conseguido fazer isso de maneira bem efetiva nesses dois anos que estou aqui. Continuo me preparando muito quando eu posso, quando sobra um tempinho para me preparar, e do resto são os jogos – disse o atleta.

Zé Rafael é o principal jogador do Bahia na temporada, e se vê sua importância quando ele não está jogando. No domingo por exemplo, o Bahia sofreu para armar jogadas de contra-ataque e para segurar a bola no ataque, funções que Zé Rafael desempenha muito bem. E por isso ele quer sempre estar dentro de campo ajudando os companheiros.

Porém o jogador contesta, e acha que atuação do Bahia foi “atípica”:

– O Bahia não depende do Zé. Foi um jogo bem abaixo do que a equipe vinha produzindo. A equipe deles cresceu nos jogos que fez em casa, pegaram uma sequência e ganharam confiança. Zé Rafael está ali para ajudar. Tento fazer meu melhor. Alguns jogos, consigo ajudar muito. Outros, nem tanto. Mas estou ali sempre para dar meu melhor. Bahia evoluiu muito. Nossa equipe está no caminho certo. Quando encaixar os triunfos, principalmente fora de casa, nossa equipe vai dar um salto na tabela – afirmou Zé Rafael.

Sobre a dificuldade do Campeonato Brasileiro:

– Desde que começa o campeonato, a gente sabe que vai ser assim, os times que vão brigar na ponta da tabela, os times que vão ficar numa área intermediária e os times que vão ficar na parte de baixo da tabela, e todos são jogos difíceis. Se você pega o primeiro, é complicado, porque ele quer se manter na liderança. Se você pega o último, ele quer sair da zona do rebaixamento. Se você pega o cara que está no meio, os caras querem subir na tabela. Não tem jogo fácil, e a gente sabe disso.

Sobre a saída de Régis

– Toda equipe, quando perde jogador, é complicado, ainda mais jogadores que sempre jogam. Régis entrava a maioria dos jogos, era uma peça importante. Faz falta, até porque nosso elenco não é dos maiores. Vai fazer falta, mas nossa equipe tem gente para repor. É um ciclo do futebol, faz parte, tem que seguir a vida dele. Nós seguimos aqui trabalhando para ajudar o Bahia.

Roma
Clique na imagem para acessar o site
Matheus Silva (450 Posts)

Matheus Silva, natural de Feira de Santana, 19 anos, estudante de administração.


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta