Notícias

Sem categoria

Esportes Mais entrevista Matheus Brites, jogador do Coritiba

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Matheus Brites, jogador do Coritiba, concedeu entrevista exclusiva ao Esportes Mais

Um jogador polivalente e técnico, assim podemos definir Matheus Brites, de apenas 18 anos de idade, que acertou recentemente com a equipe do Coritiba.
Matheus teve um grande destaque na última Copa São Paulo, onde atuou como lateral-esquerdo pela equipe do Marília, que inclusive eliminou o próprio Coritiba da competição. Apesar de jovem, Brites tem experiência, acumulando passagens pelo Clube Atlético Linense, do interior de São Paulo, e por um dos gigantes do Brasil, o Grêmio.

Confira abaixo uma entrevista exclusiva com Matheus Brites, que tem tudo para ser um dos destaques do Coritiba na temporada.

Brites
Matheus Brites vestindo as cores do Linense (Foto: José Luis Silva – CA Linense)

Wesley Contiero: Você sempre foi destaque nas escolinhas de futebol em Lins. Pelo Linense, fez ótimos jogos, porém, acabou deixando o clube após o Campeonato Paulista sub-20. O que deu errado?

Brites: Não digo que tenha dado errado, foi uma decisão em comum acordo com o clube depois de ponderarmos as expectativas futuras do clube e os meus interesses profissionais. Eu inclusive deixei o clube antes do término do Paulista sub 20, isso pra ter tempo hábil para recolocação em outro clube pra disputa da Copa São Paulo. Foi a minha segunda passagem pelo CAL e, nas duas oportunidades, deixar o clube não foi uma decisão fácil. Toda a minha família e eu somos apaixonados pelo clube. Sempre estarei na torcida pelo CAL.

 

Wesley Contiero: Como foi a sua experiência no Grêmio?

Brites: Foi valiosíssima. Foi um clube onde convivi e pude trabalhar com profissionais de ponta, profissionais de nível seleção brasileira, além de uma estrutura da qual não tinha do que me queixar. Lá também enfrentei a minha primeira mudança cultural dentro do futebol, tive que me adaptar ao futebol pensado de forma diferente a que eu estava acostumado no estado de São Paulo, mais pegado, de marcação mais forte. O início não foi dos mais fáceis, mas acredito que eu tenha evoluído bastante com isso.

 

Brites
Brites teve boa passagem pelo Grêmio (Foto: Reprodução Facebook)

Wesley Contiero: No Marília, o clube montou uma fortíssima equipe na Copa SP, sendo eliminada apenas nos pênaltis pelo Cruzeiro. Como era o ambiente?

Brites: O ambiente entre os atletas era excelente, o grupo era bastante unido. O clube manteve uma base da equipe que disputou o Paulista sub 20, então boa parte do grupo já se conhecia. Durante a preparação pra Copa São Paulo fizemos alguns amistosos onde não fomos muito bem e alguns questionaram a qualidade do time. Mas sabíamos que poderíamos render bem mais, sabíamos da vitrine que a competição representa e nos fechamos na reta final da preparação. Depois, já nos primeiros jogos, fomos muito bem e a torcida abraçou o time. A partir da segunda partida passamos a ter casa cheia em todos os jogos, isso nos ajudou bastante.

 

Brites
Matheus Brites atuando pelo Marília (Foto: Reprodução Facebook)

Wesley Contiero: Você foi um dos destaques do Marília na Copa SP. Como foi jogar contra tradicionais equipes, como o Coritiba e o Cruzeiro?

Brites: É muito legal enfrentar equipes dessa grandeza, é se colocar a prova contra adversários onde você sabe que o negócio é nivelado por cima. E ainda mais legal é se sair bem nessas situações. (risos) Acredito que tenham sido minhas melhores partidas dentro da competição, tendo até algum destaque na mídia local. Foi bastante gratificante.

 

Wesley Contiero: Nas equipes e competições anteriores você atuava e se destacava como meia. Como foi essa mudança para a lateral?

Brites: Na minha primeira passagem pelo Linense, na época trabalhando com o professor Luciano Quadros, cheguei a ser colocado na lateral, até mesmo pra pegar macetes de marcação. No Grêmio também cheguei a fazer essa posição e segundo volante. No último Paulista sub 20, se não me falha a memória, fiz uma ou duas partidas como volante também. Essa Copa São Paulo foi a primeira competição que fiz unicamente como lateral, mas as experiências anteriores me ajudaram e não tive grandes dificuldades. No início faltou pulmão, mas deu tudo certo. (risos)

Brites
Brites teve atuação de destaque contra o Coritiba (Foto: Reprodução Facebook)

 

Wesley Contiero: Hoje, você afirma que é um lateral ou ainda pensa em voltar a jogar como meia?

Brites: Pelas experiências anteriores em diferentes posições, costumo dizer que sou meia armador de origem e que também atuo como lateral e segundo volante. A lateral foi a posição na qual tive oportunidade na Copa São Paulo e pude fazer bons jogos, me senti bastante a vontade. Mas como disse, também faço segundo volante. Não tenho vaidade quanto a posição, a gente sabe que hoje essa versatilidade é importante no futebol.

 

Wesley Contiero: Agora no Coritiba, quais são as suas expectativas?

Brites: Agora é vida nova, tudo novamente do zero. Tenho que conquistar o meu espaço a cada dia. Fui muito bem recebido por todos no clube e os primeiros dias aqui já estão sendo de bastante aprendizado. Espero me adaptar rapidamente, dar a minha contribuição a equipe e honrar as cores do Coxa. Com humildade e pés no chão, vou trabalhar muito em busca de um bom futebol e de oportunidades, vislumbrando até mesmo chances junto a equipe profissional.

 

Ficha técnica

Nome completo: Matheus Eduardo Fernandez Brites

Data de nascimento: 24/03/1997

Altura: 1,82

Peso: 70kg

Principais características: Passe, marcação e visão de jogo

Clubes anteriores: Grêmio Football Porto Alegrense, Clube Atlético Linense e Marília Atlético Clube.

Wesley Contiero (805 Posts)

Estudante de jornalismo, 23 anos, natural de Lins, Interior de São Paulo.


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta