Notícias

+ Esportes

Especial times da Flórida: Paulinho Vaz concede entrevista ao Esportes Mais

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Conheça a trajetória de Paulinho Vaz e a história do time Floridians, que disputa a PDL

Paulinho Vaz é mais um brasileiro, que optou iniciar sua carreira como jogador no exterior e embora isso seja normal nos tempos de hoje, neste caso é surpreendente, pois a trajetória de Paulinho iniciou em uma faculdade dos Estados Unidos e isto é normal por lá.

Atualmente, Vaz está vestindo a camisa do The Villages SC, onde irá jogar esta temporada e nesta entrevista ele fala sobre seu clube anterior.

Arthur Fernandes:  Paulinho, antes de jogar no Floridians você teve a oportunidade de jogar no Chicago Fire, que é um dos pioneiros da Major League Soccer. Como ocorreu essa oportunidade de você vestir a camisa do Fire?

Paulinho Vaz:  Foi o meu primeiro ano aqui nos Estados Unidos, eu fiz uma ótima temporada na minha universidade chamada Lynn University, que joga a NCAA division II, consegui terminar a temporada com 23 gols e 12 assistências, isto me ajudou a receber o prêmio All America. Depois dessa grande temporada, eu recebi o convite para estar me juntando ao Chicago fire e disputar a liga.

Arthur Fernandes: O Floridians atualmente disputa a Premier Development League, que é uma das principais ligas de maior relevância no cenário do futebol norte-americano. Como foi para se adaptar a uma liga com um nível muito inferior a MLS?

Paulinho Vaz:  Eu considero a PDL como uma terceira divisão aqui, é uma liga muito forte, com 80% de jogadores de universidades de todo os Estados Unidos, sendo a outra parte jogadores profissionais que estão sem clubes ou ex profissionais. É uma liga que dura 4 meses, onde dependendo da equipe, o jogador treina todos os dias e tem uma estrutura muito parecida com um clube profissional aqui.

Arthur Fernandes: O futebol dos Estados Unidos, tem um nível técnico inferior a algumas ligas do mundo e alguns jogadores brasileiros que jogam no país comentam muito sobre isso. Você demorou para se adaptar ao modo de jogar dos americanos? Qual foi sua maior dificuldade?

Paulinho Vaz: A principal diferença do futebol dos Estados Unidos e o do Brasil, é a velocidade e força. Os jogadores aqui treinam para ser um atleta completo, os jogos são muito intensos e com muito ataque.

Arthur Fernandes: Alguns brasileiros jogam no Floridians, o que é normal pois há uma grande procura de jogadores brasileiros por times nos Estados Unidos. Como é a convivência de vocês e de que forma eles ajudam a cada jogo?

Paulinho Vaz: Minha última temporada no Floridians foi muito boa e o resultado disso foi a relação forte, que todos os atletas tiveram com a equipe, é sempre bom poder contar com jogadores de sua nacionalidade que entende sua forma de jogar, os brasileiros que estiveram aqui sempre mostraram uma dedicação muito grande e vontade de vencer. A alegria do jogador brasileiro influência muito no dia-a-dia, faz com que os treinos ou jogos se torne mais interessante e divertido.

Arthur Fernandes: As escolas americanas incentivam muito a prática de esportes, porém, sempre em paralelo ao estudo. Na sua opinião, isso ajuda os alunos a ter um preparo físico e disciplinar, para jogar em qualquer clube do país?

Paulinho Vaz: O foco da educação universitária nos Estados Unidos, é formar um estudante em um profissional, relacionado ao que o estudante opta em estudar. O esporte é algo paralelo que muitos estudantes/atletas, tem como incentivo para poder estudar e em muitos casos o estudante/atleta acaba se tornando um atleta profissional depois que conclui a faculdade. Dependendo da divisão da universidade, a instituição chega a ter uma estrutura e treinamento a nível profissional, que ajuda muito e acaba adaptando o estudante/atleta a um futuro de profissionalismo no esporte escolhido.

Arthur Fernandes:  Como é a relação dos jogadores do Floridians com a torcida? Eles costumam estar sempre presentes no estádio?

Paulinho Vaz: O Floridians na última temporada teve uma média de público boa nos jogos em casa, por ser seu primeiro ano na liga e por inciar seus trabalhos. Na minha opinião, foi bom e tenho certeza que este ano, com toda a experiência e novas ideias a chance de esses números aumentarem é muito grande.

Arthur Fernandes:  Você já teve curiosidade ou vontade de jogar em outra liga fora dos Estados Unidos? Qual liga?

Paulinho Vaz: Tenho interesse de conhecer outros países e ligas, como todo jogador sonha em melhorar tecnicamente, fisicamente ou mentalmente. Uma das ligas que tenho muito interesse é a liga inglesa, por ser um estilo de jogo que eu gosto, com velocidade e força.

Arthur Fernandes: Paulo, muito obrigado por aceitar conversar conosco do Esportes Mais, te desejamos muito sucesso em sua carreira, esperamos ver o Floridians  e o The Villages SC fazendo uma boa temporada, para finalizar, você gostaria de deixar algum recado para os torcedores do time ou para nossos leitores?

Paulinho Vaz: Gostaria de agradecer pelo interesse do Esportes Mais, em saber sobre minha trajetória aqui nos Estados Unidos e espero que possa ter ajudado a esclarecer um pouco mais sobre, o que é o futebol aqui na América. Foi um prazer estar participando desse projeto!

Arthur Fernandes: Nós que te agradecemos, até a próxima!

Convidamos vocês para ler a próxima matéria do especial times da Flórida, no dia 16/04/2016 e falaremos sobre o Kraze FC.

 

 

Arthur Fernandes (341 Posts)

Arthur Fernandes é carioca, o seu hobby é o aprendizado de idiomas e dialetos, o seu objetivo é superar o máximo de expectativas impostas e torce exclusivamente para o Orlando City.


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta