Notícias

+ Esportes

Especial lendas do futebol: Franz Beckenbauer

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Conheça a história de Franz Beckenbauer, o maior zagueiro da história do Futebol

Franz Beckenbauer jogava como zagueiro, meio-campista e futuramente em sua carreira se tornou treinador, o alemão atualmente tem 70 anos de idade e por muitos é considerado o maior zagueiro da história.

Os alemães chamam Beckenbauer de “der Kaiser” (em português, “o Imperador”), com passagens em Bayern de Munique, Hamburgo e New York Cosmos, Franz ganhou todos os títulos possíveis que um jogador pode ganhar, dentre eles: UEFA Champions League, Copa do Mundo e muito mais.

Na Seleção alemã Franz fez história, é um dos únicos que foi campeão mundial tanto como jogador (1974) quanto como treinador (1990), somente o brasileiro Zagallo conseguiu fazer a mesma proeza.

 

Beckenbauer começou na categoria de base do Bayern de Munique aos 14 anos (1959), porém, iniciou no time principal somente em 1965 quando o principal rival do time era o Munique 1860, time que durante anos era uma potência do futebol alemão, diferente do Bayern que tinha em sua bagagem a Copa da Alemanha de 1959, o Campeonato Alemão de 1932 e tinha acabado de subir para a primeira divisão.

Isso não era uma grande dificuldade para Franz, afinal, o mesmo no incio de sua carreira enfrentou o próprio pai (aposentado devido ferimentos sofridos na Segunda Guerra Mundial), que era totalmente contra que Beckenbauer usasse seu único par de sapatos para jogar futebol.

No seu primeiro ano de carreira Bayern de Munique, não tinha nenhuma expressão internacional, porém, no mesmo ano Bayern ficou em terceiro lugar do Campeonato Alemão e Beckenbauer juntamente de todo elenco do time vermelho conquistou a Copa Alemã de 1996.

Franz Beckenbauer encantou a todos com seu jeito brasileiro de jogar futebol, era simplesmente um zagueiro completo: jogava com bastante vigor, sempre puxava a liderança para si, sabia distribuir o jogo com passes curtos e longos com perfeição, desarmava os jogadores sem fazer falta e ainda controlava a bola em seus pés com bastante elegância, com postura ereta, com habilidade e por conta de jogar sempre de cabeça erguida, fazia com que o “der Kaiser” tivesse muita visão de jogo.

Beckenbauer fez mais história no Bayern de Munique, em sua “era de ouro”, o time de Munique já estava entre uns dos melhores do país e já disputava a UEFA Champions League. Na época nenhum time alemão tinha conquistado o título mais importante da Europa, porém, o time de Franz quebrou esse tabu e foi tricampeão (1974,1975 e 1976) superando o Ajax da Holanda, com isso, Franz foi o melhor jogador do mundo pela segunda vez (1972 e 1976).

Aos 33 anos de idade, Beckenbauer aceitou a proposta do New York Cosmos, dos Estados Unidos. Deixou o time alemão após 18 anos vestindo a camisa do clube (contando desde as categorias de base), disputou 528 jogos e marcou 77 gols.

Chegando no Cosmos, Franz jogou ao lado do brasileiro Carlos Alberto Torres e do Italiano Giorgio Chinaglia, o time ficou famoso no mundo do futebol ao contratar, o Rei do futebol  o brasileiro Pelé em 1975. Em seu primeiro ano nos Estados Unidos, Franz teve a oportunidade de joga junto de Pelé (se aposentou no final dessa temporada), ganhou do Rei e foi eleito o melhor jogador dos Estados Unidos, além de terminar a temporada sendo campeão nacional.

Seus outros 2 títulos vestindo a camisa do time americano foi os nacionais de 1979 e 1980, o time nessa época já contava com Romerito, Marinho Chagas e Johan Neekens, porém, depois de 3 temporadas Beckenbauer resolveu voltar a Alemanha, deixando o New York Cosmos com 105 jogos e 17 gols.

Com objetivos de chegar a Copa do Mundo de 1982, Franz escolheu o Hamburgo (Alemanha) para ser sua nova casa, chegando por lá Beckenbauer foi vice-campeão alemão com o novo tive, perdendo o título para o Bayern que tornou o maior campeão do país com 9 títulos, só que na temporada seguinte (1981) Hamburgo foi campeão e deu esperanças a possível convocação para a Seleção, Porém, não foi convocado.

“Der Kaiser” não ficou muito satisfeito com a situação e resolveu voltar para o New York Cosmos, onde jogou 25 jogos, marcou 2 gols e encerrou sua carreira como jogador. Viu após sua saída do clube alemão, Hamburgo ser bicampeão do nacional e ganhar a UEFA Champions League, o Imperador deixou o Hamburgo com 37 jogos e nenhum gol marcado.

Junto a Seleção alemã, Franz foi uma grande revelação na Copa do mundo de 1966, não demorou muito para ser titular porque o mesmo, reformulou a Seleção com sua forma de jogar. Enquanto os volantes só protegiam a defesa e ficava no desarmando o adversário, Beckenbauer partia do campo de defesa com a bola dominada e ia em direção ao ataque e isso sempre resultava em gol ou em uma grande jogada. Com esse modo de jogar Beckenbauer foi vice-campeão mundial de 1966, perdendo para a Inglaterra por 4 a 2 na final.

Na Copa do Mundo de 1970 a Alemanha foi até a semifinal, onde Franz foi lesionado ao jogar contra a Itália e sendo eliminado, a Alemanha ocupou o terceiro lugar, pois, venceu a Inglaterra por 3 a 2 e se “vingando” dos ingleses e Franz infelizmente não foi relacionado ao jogo por conta de sua lesão.

Sua última Copa do Mundo foi em 1974 e felizmente foi campeão mundial com a Alemanha, em um jogo dramático contra os Países Baixos, resultou em vitória por 2 a 1 e o título inédito para Franz. Após 2 temporadas do título Beckenbauer, aos 30 anos, foi vice-campeão da Eurocopa de 1976 e nunca mais voltou a Seleção alemã por conta de sua idade.

Aproximadamente 10 anos depois de jogar seu último campeonato pela Seleção, Franz Beckenbauer se tornou treinador. Na primeira etapa de seu novo desafio, Franz foi vice-campeão da Copa do Mundo de 1986, depois ocupou infelizmente o terceiro lugar na Eurocopa de 1988, pois o os alemães sediavam o campeonato e logo em seguida Beckenbauer dispensou seu cargo.

Sua segunda etapa da sua carreira como treinador, foi no Olympique de Marselle, por convite do presidente do clube francês. Franz não teve tanto sucesso no clube e viu o time chegar na final da UEFA Champions League de 1991, sem sua presença.

O Bayern de Munique sempre esteve em sua vida. Após ser revelado pelo clube alemão como jogador, Franz retorna ao clube como treinador em 1993 e está sendo bem sucedido no clube até os dias de hoje. Beckenbauer que ganhou o campeonato alemão de 1994 e foi campeão da UEFA Champions League de 1996, se despediu do clube no mesmo ano de seu último título (1996) e anunciou sua aposentadoria como treinador.

Nos dias de hoje, Franz Backenbauer atualmente é presidente honorário do Bayern de Munique mas já ocupou a presidência do clube entre 1994 até 1966, assumiu a superintendência do comitê da Copa do Mundo realizado em 2006 na Alemanha e também é comentarista do jornal alemão Bild. Aos 70 anos de idade, Beckenbauer vive na Áustria, está vivendo seu terceiro casamento e tem 6 filhos.

 

 

 

 

Arthur Fernandes (341 Posts)

Arthur Fernandes é carioca, o seu hobby é o aprendizado de idiomas e dialetos, o seu objetivo é superar o máximo de expectativas impostas e torce exclusivamente para o Orlando City.


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta