Esportes Mais

Entrevista exclusiva com o presidente do BEC

Iaco Lopes

O clube mais tradicional de Blumenau está de volta, confira a entrevista exclusiva com Wanderlei Laureth, o presidente do Blumenau Esporte Clube

O Blumenau Esporte Clube, popularmente conhecido como BEC, é o time de futebol mais tradicional da cidade de Blumenau em Santa Catarina. Criado em 1919 com o nome Brasil Football Club, mudou seu nome em 1936 para Recreativo Brasil Esporte Clube e em 1944 se chamou Palmeiras Esporte Clube. Após 36 anos, por desejo dos dirigentes, o time passou a se chamar Blumenau Esporte Clube em 1980, e segue com o nome até os dias de hoje.

A década de 1980 foi a melhor do time, chegando a participar duas vezes da série B do campeonato brasileiro e da Copa do Brasil, passando pelo Operário-MS na primeira fase e caindo para o Flamengo na segunda. Em 1982 chegou nas semifinais do estadual mas em 1985 caiu pela primeira vez em sua história para a segunda divisão estadual retornando em 1987 como campeão da segundona em cima do Figueirense. Em 1988 conquistou um dos principais êxitos de sua história, foi vice-campeão estadual, perdendo para o Avaí em uma decisão histórica na Ressacada. Nisso começou a se aventurar pelas competições nacionais, jogou a série C em 1988, 1992, 1994, 1997 e em 1998 e também jogou a série B em 1989 e em 1991. Em 1998 acabou falindo após uma grave crise financeira, tentou voltar em 2003 mas não durou muito. Em 2013 o time tentou voltar de novo mas, devido à gestão horrorosa, acabou não dando certo. Agora o novo presidente Wanderlei Laureth vem com um projeto interessante visando recuperar o Blumenau Esporte Clube e em 2017 o time disputará a Divisão de Acesso de Santa Catarina, equivalente à terceira divisão.

Segue a entrevista:

Esportes Mais: O BEC tem patrocínio de boas empresas como a Oktoberfest e a Alumetal, além disso, tem também bons investimentos, como você define a situação financeira do clube para essa volta ao futebol?

Wanderlei Laureth: O Blumenau financeiramente está estável, tá legal, a gente tá trabalhando em cima disso e nós temos ainda aí mais uns três ou quatro meses após o início do ano para buscar a nossa receita para disputar o campeonato catarinense da terceira divisão. Temos algumas coisas fechadas, a Oktober a princípio tá fechada, pela palavra do nosso prefeito Napoleão e vamos buscar mais um ou dois parceiros fortes para a camisa, e junto disso fazer um trabalho de formiguinha pegando pouquinho de cada um, mas de muita gente. Esse é o planejamento do clube para o ano que vem, trazer bastante patrocinadores com pouquinho por mês, onde cada um gastará mil reais no ano para colocar uma placa de publicidade no estádio e ele será sócio do clube, sócio patrocinador, está no nosso site para quem quiser dar uma olhada. Também temos o projeto de sócio torcedor, onde pretendemos receber 100 mil reais até abril do ano que vem para conseguir o dinheiro para disputar a terceira divisão em busca do título.

Esportes Mais: Seguindo da situação financeira, o time já sofreu muito com esse setor, quais seus planos para manter uma boa situação para o clube?

Wanderlei Laureth: Realmente o clube passou por um momento muito difícil, todo o clube de futebol sofre com a parte financeira, mas é porque não tinha gestão, a partir de agora tem uma gestão diferente onde a diretoria executiva trabalha junto com a diretoria fiscal e nós juntos vamos levar o clube para uma situação financeira estável, não iremos gastar mais do que o time tem para gastar, mantendo um trabalho sério, transparente e com os pés no chão.

Esportes Mais: A marca é conhecida e com certeza o Deba deixa saudades para o torcedor, qual seu planejamento quanto à estrutura física do clube?

Wanderlei Laureth: Sim, o Deba faz muita falta para a cidade, o torcedor com certeza sente muita saudade. Nós devemos jogar no SESI, o Centro de Treinamento iremos fazer parcerias com os times amadores da cidade, sendo que nenhum time da cidade ainda tem um CT completo, com alojamento, campo e essas coisas tudo. Isso iremos buscar com o futuro, com nosso trabalho, temos tempo para fazer isso funcionar, claro que é uma de nossas ambições nesse projeto, mas a princípio nesse ano estaremos usando os campos de Centro de Treinamento aqui da cidade. Centro Administrativo já estamos em negociação, até fevereiro será anunciado onde será nossa sede administrativa e tá tudo certo ano que vem então para o clube voltar, e voltar forte para as competições e para o cenário nacional do futebol.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e pessoas no palco

Apresentação do projeto Futebol Para Todos

Esportes Mais: O time jogará a terceira divisão do estado, como será formado o elenco para a competição?

Wanderlei Laureth: O time vai ser formado por um elenco sub-23, no máximo 4 jogadores acima da idade. A princípio a ideia do clube é contratar mais ou menos 15 jogadores e trazer os outros das nossas categorias de base e também dos trabalhos de base dos clubes amadores da nossa cidade. Então vamos dar muita oportunidade para a cidade, o nome do projeto é Futebol Para Todos, e queremos dar oportunidade para o pessoal da cidade e região, Gaspar, Indaial, Pomerode, Rio dos Cedros, e por isso iremos buscar fazer um elenco mais com jogadores de Blumenau e região.

Esportes Mais: Qual o planejamento quanto a volta do time para a elite do futebol catarinense?

Wanderlei Laureth: O nosso projeto é levar o Blumenau para a primeira divisão em 2020, a elite, com pé no chão, transparência e só gastando o que puder gastar. Temos que retomar a confiança do futebol da nossa cidade, retomar a credibilidade. Então ano que vem vai ser o início disso tudo. Espero que no final do ano, na minha próxima entrevista contigo, eu possa falar assim, conseguimos fazer, o time foi campeão e o mais importante, sem dever nada pra ninguém, retomamos a credibilidade, e nós vamos entregar o Blumenau Esporte Clube na primeira divisão catarinense, e quem sabe em uma série C, série B do campeonato brasileiro.

Esportes Mais: O Blumenau Esporte Clube tem uma história enorme em Blumenau e em Santa Catarina, você assumiu o time após mais uma decepção e agora está trazendo de volta a esperança para o torcedor, que recado você deixa para o torcedor que sonha em ver o BEC de volta?

Wanderlei Laureth: É um time com muita história, mas também com uma história negativa né, infelizmente. O problema do nosso futebol é gestão e queremos fazer uma gestão diferente, copiando, no Brasil tem aquele ditado: nada se cria tudo se copia, e é verdade, nós temos que olhar para frente, olhar pro Flamengo, olhar pro Palmeiras, olhar pra Chapecoense aqui de Santa Catarina e tentar buscar os melhores pontos deles para fazermos o nosso trabalho. Esse é o trabalho que o torcedor pode esperar, um trabalho sério, transparente, social, pés no chão e muito muito profissional. Tenham certeza que se o torcedor abraçar a causa, abraçar o nosso projeto virando sócio a partir de R$19,90 individual e R$29,90 a família, nós vamos atingir todos os nossos objetivos nesses quatro anos à frente do Blumenau. Quero agradecer a toda torcida por estar empenhada, comprando a camisa e apoiando o time nessa volta.

Para quem quiser acompanhar mais sobre o Blumenau Esporte Clube, curta a página oficial do Facebook: https://www.facebook.com/blumenauesporteclube/?fref=ts … E também entre no site oficial: https://blumenauesporteclube.com.br/lancamento-do-projeto-futebol-para-todos/

A peneira para as categorias de base será realizada nos dias 14 e 15 de janeiro, as inscrições são todas feitas no site do clube. Também tem as camisas do clube, à venda em todos os tamanhos.

Clique na imagem para acessar o site

Publique um Comentário

comentários

Você deve estar logado para postar um comentário Login