Notícias

Sem categoria

Eduardo Baptista analisa duelo e Felipe Melo explica lance inusitado

Felipe

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Apesar de aprovar primeiro tempo, Eduardo fala em ajustes; Já volante comenta lance que animou a torcida

Na tarde deste domingo (05), o Palmeiras recebeu o Botafogo-SP no Allianz Parque e venceu por 1 a 0, gol de Tchê Tchê.

O atual campeão brasileiro dominou a maior parte do jogo, principalmente nos primeiros 20 minutos da primeira etapa, onde o time alviverde mostrou boa movimentação, trocas de posição e criou boas oportunidades com Roger Guedes, Dudu e Raphael Veiga.

Porém, a equipe esbarrou na falta de entrosamento e na parte física, e logo, o Botafogo de Ribeirão Preto conseguiu equilibrar a partida e tornou a tarefa do Palmeiras mais complicada, chegando a assustar o Verdão.

Após o duelo, o treinador Eduardo Baptista analisou a sua estreia oficial no comando do Palmeiras.

“Nos primeiros 35 minutos estava bem próximo do que a gente pensa, com variação de jogadas, penetração, buscando espaços, finalizando em gols. Depois, a parte física pesa, a gente começa a errar mais, é natural. Importante vencer, mas temos de melhorar, principalmente depois dos 15, 20 minutos do segundo tempo. Fizemos o gol, poderíamos ter mais a bola, gastar o adversário para achar espaços e deixamos de fazer isso. Demos a bola ao adversário e é perigoso. São coisas a ajustar. Também pontuar o bom jogo do Botafogo-SP. Que bom que ganhou, mas temos coisas a corrigir”, analisou o técnico, que também falou sobre alguns ajustes a serem feitos.

“A gente precisa ficar um pouco mais com a bola. Tivemos a situação de ter a bola e acabamos rifando. Temos de aparecer mais no espaço, e o Dudu, como o Róger Guedes, temos usado. O Dudu arma a equipe pelo lado e vem por dentro e fica mais longe do gol. Chegamos com o Róger, com o Tchê Tchê, com o Raphael Veiga. Ele se movimenta e cobramos dele de que com a bola no outro lado ele chegue, como tem chegado. Ele tem uma função de ter essa bola, e facilitar nossa saída. Quando tivemos mais espaço, acho que ele vai usar a velocidade”, acrescentou o comandante.

Felipe Melo,  teve reações inusitadas em alguns lances e discutiu inúmeras vezes com Samuel, inclusive com um grito na orelha do jogador do Botafogo após uma tentativa de drible, o que inflamou o estádio. Após o duelo, o volante explicou o ocorrido.

“Foi para, de repente animar o torcedor, porque o nosso combustível vem de fora. Foi um momento importante, que eu consegui tirar uma bola do lateral-direito deles. Acho que isso é importante, é válido”, explicou o meio-campista.

 

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 1 X 0 BOTAFOGO-SP

Local: Allianz Parque

Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza

Cartões amarelos: Tchê Tchê (PAL); Matheus Mancini, Samuel Santos, Diego Pituca, Rafael Bastos (BOT)

Cartões vermelhos: –

Gol: Tchê Tchê (1′)

PALMEIRAS: Fernando Prass; Jean, Edu Dracena, Vitor Hugo e Zé Roberto; Felipe Melo; Róger Guedes, Tchê Tchê (Thiago Santos), Raphael Veiga (Michel Bastos) e Dudu; Willian (Alecsandro).
Técnico: Eduardo Baptista.

BOTAFOGO-SP: Neneca; Samuel Santos, Gualberto, Matheus Mancini e Fernandinho; Marcão Silva, Bileu, Diego Pituca (Bernardo) e Rafael Bastos (Vitinho); Marcão e Serginho (Wesley).
Técnico: Moacir Júnior

 

suporte (2043 Posts)


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta