Notícias

Sem categoria

Opinião: É hora de dar tchau, Argel

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Opinião:  Futebol burocrático, esquemas táticos confusos, jogadores abaixo da média… Entenda o porque seria melhor para o Inter e para o próprio Argel ter seu trabalho findado no clube

Chegou com status de técnico sanguíneo, para colocar em ordem o vestiário e fazer o time a jogar com o coração, esse foi o grande motivo que fez a direção do Internacional tirar Argel Fuck do Figueirense e coloca-lo como treinador do colorado, praticamente depois de um ano, o “encanto” parece ter acabado, hoje ainda se vê um time com raça, mas perdido em campo e com muita apatia de jogar bola.

Argel

 Em 2016 os números de Argel não são tão ruins, mas longe também de ser bons, em 16 jogos (contando a Flórida Cup) são 6 vitórias, 9 empates e apenas uma derrota, mas o que incomoda a torcida, a diretoria e até alguns jogadores, é a atuação dentro das quatro linhas, tirando a atuação diante do fraco Cruzeiro de Porto Alegre onde o time goleou por 4 a 0, o inter não encantou, nem se quer convenceu o torcedor de que esse time poderá fazer alguma coisa no campeonato brasileiro, depois de mais um empate no jogo de ontem (23) contra o Fluminense em 2 a 2 (nos pênaltis 3 a 2 tricolor), a pressão aumentou muito, principalmente vindo da torcida colorada pedindo a sua saída, diante disso veja alguns motivos para tal indignação colorada:

Futebol fraco e burocrático;

Dezesseis jogos se passaram e ainda não vimos um sinal de esperança de que este time seja capaz de conquistar alguma coisa em 2016, desempenhos vergonhosos, como por exemplo, diante do Veranópolis, onde o time foi derrotado de virada em casa por 2 a 1, empate sem gols com o Lajeadense, onde em determinados momentos se via um time sonolento em campo e outro empate sonolento diante do São Paulo de Rio Grande em pleno Beira Rio são indícios de que algo não esta certo, será mesmo que seria qualidade? Ou falta de treinador?

Esquemas táticos confusos;

Geralmente se trabalha durante a semana algum esquema que possa dar certo e confundir o adversário, mas no Inter este ano vemos um esquema que confunde o próprio Internacional, muitos jogadores parecem perdidos em campo e o próprio Argel não sabe muito o que explicar, quando chegou ao colorado em 2015 o mesmo afirmou que o 4-2-3-1 era um esquema tático muito “faceiro”, que iria usar o tradicional 4-4-2, visando dar segurança defensiva. Faz quase um ano que Argel usa este esquema e o Internacional conquistou apenas quatro vitórias fora de casa. A torcida sente falta de Aguirre. No jogo de ontem o inter variou de esquema e esquema durante a partida, começou com um losangolo no meio, depois mudou para o famoso 4-2-3-1, depois voltou para o 4-4-2, mas mesmo assim na partida inteira havia um buraco entre os meio campo e a zaga.

Recuperar jogadores;

Argel quando chegou ao Internacional sabia que tinha a missão de recuperar alguns jogadores importantes, como Alex, Anderson, Nilton, Réver, Vitinho… Realmente é uma missão difícil se o próprio jogador não colaborar, mas nesse aspecto Argel falhou, apenas Vitinho está voando e jogando em alto nível, Réver alterou bons e maus momentos, atualmente parece estar na pior fase possível, Anderson é titular bancado pelo Argel mas que faz novamente uma temporada ridícula e parece ser um caso perdido, existe um sinal de esperança quando se olha na atuação do Gre-Nal em novembro e na atuação diante do Palmeiras também em 2015. Alex ninguém sabe o que aconteceu com o grande Alex, jogador que vinha bem quando Aguirre estava no comando, mas agora quando entra em campo é fracasso e Nilton até vinha bem, titular unânime e começou até a fazer gols, até o doping… Será que um novo treinado como Marcelo Oliveira não seria capaz de resgatar estes jogadores? Ou são caso perdido? acredito que não.

Garotos, mas não garotos;

Argel de maneira alguma quer que chame as jóias do Inter de garotos, segundo ele são homens com “H”, mas ao mesmo tempo que tenta “proteger” os garotos, ele começa a colocar pressão demais em cima deles, quando um jogador começa a entrar nos profissionais eles devem ir aos poucos pegando a maturidade, isso vem ao natural, os garotos da base vem bem, todos sabem do potencial de Andrigo, Alisson Farias, Aylon, Rodrigo Dourado, Wilian… todos eles inclusive foram muito bem no Gre-Nal onde com toda a certeza corriam o risco de serem queimados, mas chama a atenção de que depois do Gre-Nal eles praticamente não atuaram mais, entrando no final de partida contra Lajeadense e Fluminense, diante do prórpio Fluminense Argel apostou no garoto Silva de 20 anos para começar a partida, sacou o garoto antes dos 30 minutos. Novamente entra em pauta o nome de Marcelo Oliveira, o treinador que tinha uma boa garotada  que foi fundamental nos títulos do Cruzeiro pelo brasileirão.

As últimas semanas vem sendo sofrível ver o Internacional em campo, neste sábado diante do Novo Hamburgo Argel terá mais uma chance para mostrar que ainda é possível dar a volta por cima, mas um novo fracasso dificilmente passará em branco, ainda mais com a sombra de Marcelo Oliveira por ai.

Texto/Opinião: Sandro Cristiano

Sandro Cristiano (67 Posts)


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta