Notícias

Sem categoria

Cruzeiro vence o Tupi e encosta na liderança do Mineiro

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Cruzeiro vence Tupi pelo placar mínimo e fica perto da liderança do Campeonato Mineiro

Neste domingo (14), Cruzeiro e Tupi se enfrentaram no Mineirão, em partida válida pela 3ª rodada do Campeonato Mineiro Módulo I. O Cruzeiro visava a liderança, enquanto o Tupi buscava vencer seu primeiro jogo na competição estadual. Melhor para o Cruzeiro, que saiu com a vitória sofrida, com resultado de 1 a 0.

O primeiro tempo de partida começou sendo estudado por ambas as equipes. O Cruzeiro, jogando em seus domínios, buscava mais as jogadas pelo lado direito, mas contava com pouco apoio do lateral-direito Mayke. O Tupi, atuava mais pelo lado esquerdo, tendo a maioria de suas jogadas iniciadas com Vinícius Kiss, que durante a primeira etapa, fez a função de armador da equipe. Até neste momento, a partida estava bem equilibrada. Pouco depois, o Tupi começou a dominar mais o jogo. Além de criar jogadas pelo lado esquerdo, começou a fazer inversões de bola para o lado direito, onde visava o cruzamento para Michel Henrique. Isso durou até a parada técnica, por volta dos 28 minutos. A partir daí, o Cruzeiro melhorou. Orientado pelo técnico Deivid, e também por seus companheiros, Marcus Vinícius, que estava sumido até então, começou a aparecer pro jogo. Com isso, o Cruzeiro começou a dominar a partida, mas ainda faltava a figura de um armador pelo meio. O Cruzeiro passou a jogar mais pelo lado esquerdo, onde Marcus Vinícius atuava, e foi por ali, juntamente com Fabrício, que o time celeste criou as melhores chances. Não conseguiu muitos lances de extremo perigo, a melhor chegada do primeiro tempo foi pelo lado esquerdo, com um cruzamento feito por Fabrício que Rafael Silva furou o chute na marca do pênalti. A partir dos 40 minutos, o jogo ficou mais calmo. Mayke, sentiu a perna direita, e foi substituído, dando lugar à Fabiano. A primeira etapa foi isso, morna, com domínio de uma das equipes em determinados períodos.

A segunda etapa começou diferente. O técnico Deivid acertou o time do Cruzeiro. Deu mais liberdade aos laterais, principalmente pelo lado direito, que foi pouco produtivo no primeiro tempo. Com a saída dos laterais ao campo de ataque, Deivid segurou Henrique, que ficou na marcação de Vinícius Kiss, principal jogador do Galo carijó na primeira parte do jogo. Com a anulação de Vinícius Kiss, ficou mais fácil para o clube celeste. A primeira grande chance foi com Sanchez Miño, que após cruzamento de Fabiano e desvio de Rafael Silva, completou para o gol, mas segundo o assistente, em posição irregular. O Tupi ficava menos com a bola, consequentemente, o Cruzeiro ficava mais com ela. Com as modificações, entrada de Élber e Arrascaeta, o time da capital ganhou poder pelos flancos com Élber, e também ganhou as jogadas no centro do campo. Arrascaeta fez o papel do camisa 10, e o Cruzeiro começou a criar mais, tanto pelo meio quanto pelas pontas. Aos 21 minutos, ficou notório isso, quando em um cruzamento da direita, Fabrício cabeceou a bola no travessão. O técnico estreante, Ricardo Drubscky percebeu isso, e colocou Ygor, um jogador mais de marcação. Não deu muito certo. Aos 28 minutos, após tabela de Arrascaeta com Alisson, o uruguaio invadiu a área, limpou o goleiro Glaysson, e mesmo desequilibrado conseguiu fazer o cruzamento para Élber, que cabeceou, Ygor ainda tentou evitar, mas a bola passou entre as pernas do jogador do Tupi e morreu no fundo das redes. A partir daí, a raposa criava mais do que antes, enquanto o Tupi ficava acoado no campo de defesa, uma vez ou outra, saía em contra-ataques, mas nada resultava. O Cruzeiro criou boas chances, principalmente pelas pontas, mas não fez mais nada na partida.

Com este resultado, o Tupi continua amargando a lanterna do Campeonato Mineiro sem nenhum ponto, enquanto o Cruzeiro fica na segunda posição, com os mesmos sete pontos do Atlético, líder do estadual, porém com saldo de gols menor o clube alvinegro.

FICHA TÉCNICA: Cruzeiro x Tupi

Local: Mineirão, Belo Horizonte – Minas Gerais.
Data: 14 de fevereiro de 2016, domingo.
Horário: 17:00 (Horário de Brasileiro de Verão).

Cartões amarelos:
Henrique, Ariel Cabral [Cruzeiro] Fabrício [Tupi]

Escalações:
Cruzeiro:
Fábio; Mayke (Fabiano), Manoel, Dedé, Fabrício; Henrique, Ariel Cabral (Élber); Marcos Vinícius (Arrascaeta), Sanchez Miño, Alisson; Rafael Silva.
Tupi: Glaysson; Osmar, Sidimar, Thiago, Fabrício, Thiago; Felipe Alves, Rafael Jataí; Vinícius Kiss, Recife (Romário), William Koslowski (Ygor); Michel Henrique (Michel Douglas).

Por: Vinícius França

suporte (2042 Posts)


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta