Notícias

Sem categoria

Conheça a trajetória de Cristóvão Borges, novo treinador do Vasco

Santos

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

O primeiro clube comandado por Cristóvão foi o Vasco

No dia 28 de novembro a diretoria do Vasco anunciou que não manteria Jorginho e toda sua comissão técnica. Um dia depois, 29, o clube anunciou Cristóvão Borges como novo treinador do time carioca. Ou seja, após quatros anos, o baiano estava de volta à São Januário.

Nascido em Salvador/BA, Cristóvão Borges dos Santos é um ex-volante que atualmente é treinador. Com 57 anos, ele já treinou sete clubes em quatro anos de carreira. Como jogador, defendeu grandes clubes, como: Bahia, Fluminense, Atlético-PR, Santa Cruz, Corinthians, Grêmio, Guarani, Portuguesa e Atlético-MG.

O ex-meio-campista  já atuou pela Seleção Brasileira, e estava no grupo que foi campeão da Copa América de 1989. Sua última temporada como jogador foi em 1994, quando defendia o Rio Branco-SP.

Antes de virar treinador, foi auxiliar-técnico diversas vezes, em vários clubes. A primeira vez que participou de uma comissão técnica foi em 1998, pelo Bangu.

Cristóvão estava no grupo do Brasil, que jogou as Olimpíadas de Atenas, em 2004. Ele era auxiliar-técnico. Nessa oportunidade, ele dividiu o cargo na comissão técnica com Ricardo Gomes. Esse, um dos que foi bastante importante na trajetória do baiano.

Após passes por alguns clubes de menor expressão, Cristóvão Borges virou auxiliar-técnico do Fluminense, seu ex-clube. Lá, ele trabalhou novamente com Ricardo Gomes, que era o treinador do tricolor carioca.

Depois da passagem pelo Flu, o ex-volante só voltou a trabalhar em 2011, quando chegou ao Vasco da Gama. Ali, mudaria completamente sua carreira.

Pelo Vasco, Ricardo teve sucesso dentro dos gramados, ganhando a Copa do Brasil daquele ano. Porém, em um clássico contra o Flamengo, o treinador teve um AVC hemorrágico e largou o comando do clube. Sendo assim, deixando para Cristóvão, que ficou como treinador interino.

Todavia, o sucesso do ex-futebolista no comando do Vasco foi grande. Naquele ano, chegou até as semifinais da Sul-americana e terminou o Brasileirão na 2ª colocação, brigando até a última rodada pelo título.

Cristóvão
Filho de Ricardo Gomes, Diego Gomes recebe, ao lado de Cristóvão, prêmio de melhor técnico do Brasileirão 2011 (Foto: Almeida Rocha/Folhapress)

Em 2012, o ano começou bom para o treinador e a equipe. Jogando a Libertadores, o  Vasco vivia uma das melhores fases do século. Ganhando dos rivais no carioca, indo bem na Libertadores e líder nas primeiras rodadas do campeonato brasileiro. Porém, com a fatídica eliminação para o Corinthians no torneio continental, o presidente Roberto Dinamite começou a desmontar o elenco, e assim, o rendimento vascaíno começou a cair e isso terminou na demissão do treinador.

Após alguns meses, Cristóvão foi anunciado no Bahia, onde teve uma passagem irregular. Pelo seu ex-clube, teve uma boa época. Antes de chegar ao tricolor, o clima no clube era horrível e uma grave crise. O ex-volante que defendeu o clube baiano quando jogador acalmou a situação e conseguiu deixar a equipe que todos tratavam com já rebaixada, na 12ª posição.

Depois da passagem pelo Bahia, Cristóvão foi treinar o Fluminense, substituindo Renato Gaúcho. Em 2014, a passagem foi relativamente boa e o clube carioca renovou o contrato do treinador por mais um ano. Porém, no começo de 2015 os resultados não vieram e com isso, a demissão do técnico. F0i no tricolor carioca onde o treinador teve sua segunda maior passagem – 58 jogos, perdendo apelas pela época do Vasco.

Em 2015, continuou no Rio de Janeiro. Lá, o treinador teve uma curta passagem pelo Flamengo. Em apenas 18 jogos, o clube não engrenou e após uma derrota para o Vasco pela Copa do Brasil, a diretoria rubro-negra anunciou sua demissão.

Cristóvão
Cristóvão Borges durante curta passagem pelo Atlético-PR (Foto: GAZETA PRESS)

Depois do Rio, foi trabalhar no Paraná, onde assumiu o Atlético-PR. Outra passagem curta. Essa durou apenas dez jogos e resultou novamente na demissão do baiano.

Finalmente, chegamos ao Corinthians. Com saída de Tite para a seleção brasileira, Cristóvão Borges foi anunciado. A torcida criticou muito a diretoria corintiana.

No começo, a passagem pelo Bando de Loucos foi muito boa, chegando até mesmo a liderança do campeonato brasileiro, vindo de uma grande sequência de vitórias.

Entretanto, o bom início não suficiente para segurá-lo no cargo. Após 18 jogos, em uma derrota por 2 a 0 contra o Palmeiras, na Arena Corinthians, o ex-volante foi demitido do clube paulista.

Depois de quatro anos e diversos trabalhos, Cristóvão Borges volta ao Vasco. Agora, terá uma pré-temporada e tempo para montar o elenco ao seu desejo. O cruzmaltino jogará a Florida Cup, campeonato carioca, Copa do Brasil e Brasileirão em 2017.

http://www.camisasdeclubes.com/
Clique na foto para acessar o site
Iaco Lopes (289 Posts)

Estudante de jornalismo na UFPB. Vascaíno nascido em João Pessoa-PB. 18 anos.


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta