Notícias

Futebol Internacional

Conheça os destaques “anônimos” da Serie A Tim

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Nesta matéria, mostraremos jogadores não muito conhecidos internacionalmente, mas que se sobressaem em times da terra da bota

Segundo as más línguas, a Serie A Tim virou uma liga entediante, com os principais gigantes com elencos não tão poderosos, e apenas alguns destaques grandes são citados. Porém, vocês sabiam que vários jogadores de times pequenos poderiam se dar muito bem em uma La Liga ou Premier League, que são tão valorizadas? Vamos conhecer destaques da nossa Itália, que não tem muito conhecimento internacional, mas brilham em seus times.

Gianluca Caprari – Pescara

Vamos começar pela parte de baixo da tabela: os Delfini tem feito uma temporada horrível, com apenas uma vitória em toda a competição, porém, Caprari não vem sendo um jogador que joga conforme a sua equipe. O jogador foi um dos principais nomes da temporada passada do Pescara, onde fazia dupla com Lapadula (que foi para o Milan).

Caprari foi comprado pela Internazionale e voltou para o Pescara por empréstimo e vem sendo a máquina de gols do time. Fez uma bela atuação recentemente contra o Genoa, na única vitória dos golfinhos nessa temporada, onde guardou dois gols.

Oscar Hiljemark – Genoa

O sueco de 24 anos começou a sua carreira no Elfsborg, onde era tido como promessa e comparado com lendas como Ljungberg. Foi para o PSV, onde dividiu meio-campo com Wijnaldum. Em 2015 chegou ao pelo Palermo, fez duas boas temporadas, sendo uma peça importantíssima para os Rosaneros, chegando a salvar o time do rebaixamento na última temporada, onde fez uma bela partida e deu a assistência para o gol de Vázquez.

Muitos dizem que ele desperdiçou seu talento jogando no fraco Palermo. Recentemente chegou a Genoa, por empréstimo. Bastante técnico e versátil, pode jogar tanto defensivamente como um armador, e em poucos jogos já marcou seu primeiro gol pelos grifoni.

Seko Fofana/Samir – Udinese

No time dos zebrettes, podemos citar vários que se destacam, como Karnezis, Jankto e De Paul. Porém escolhemos estes pois são os menos lembrados entre a Udinese.

Seko foi revelado no Manchester City, e após não ter oportunidades, foi emprestado para Fulham e Bastia. Após uma boa temporada na França, ele se transferiu para a Udinese. Forte fisicamente e muito promissor, vem sendo peça essencial nos bianconneris.

O outro destaque da Udinese é Samir. Brasileiro, nascido em São Gonçalo, foi revelado pelo Flamengo e é bem conhecido no Brasil. Foi para a Udinese no começo de 2016, após uma gafe, onde foi contratado pelo Granada, porém, o clube não tinha vaga para estrangeiros e Samir foi vendido rapidamente. Em sua primeira temporada, foi emprestado para o Hellas Verona e quando voltou, se tornou um grande defensor, principalmente pelas suas interceptações, além de que também pode atuar como lateral-esquerdo.

Lorenzo Pellegrini/Matteo Politano/Francesco Acerbi – Sassuolo

O Sassuolo é muito conhecido pelas revelações de Sansone e principalmente Berardi, deixando os outros jogadores do time sem foco e sem grande conhecimento internacional.

Vamos começar falando de Pellegrini. Revelado na Roma, onde não teve espaço, partiu para o Sassuolo e se destacou rapidamente. Com apenas 19 anos, foi na temporada passada um dos meio-campistas com maior média na Serie A Tim, virando grande jogador das seleções jovens da Itália e já é desejado por grandes times, como Juventus e Arsenal.

Matteo Politano é um ponta muito habilidoso de 23 anos, e como Pellegrini, foi revelado na Roma, porém passou por Perugia e Pescara, até chegar ao Sassuolo em 2015. Driblador, vai até a linha de fundo e dá muito trabalho para defesas adversárias. Atualmente compõe o trio de ataque com Alessandro Matri e Grégoire Defrel.

Francesco Acerbi é a base da defesa dos neroverdi, e já está chegando a marca de 100 jogos pelo clube. Rodou por vários times pequenos na carreira, até que chegou ao Milan em 2012, onde teve uma péssima campanha e foi emprestado ao Chievo.

Em 2013, chegou ao Sassuolo, e na sua primeira temporada teve apenas 13 jogos, mas foi evoluindo, e hoje é indispensável na zaga do clube. É ótimo no corpo a corpo e no jogo aéreo, tendo dez gols de cabeça pelo Sassuolo até agora. Ficou conhecido também por ter vencido um câncer nos testículos, em sua primeira temporada no Sassuolo, ocasionando a perda de vários jogos pelo clube, mas, quando voltou a jogar, fez ótimas partidas, mostrando uma história de superação.

Lucas Torreira/Dennis Praet – Sampdoria

A Sampdoria está temporada no meio da tabela e o seu plantel vem sendo de uma mescla entre jovens (como Linetty) e experientes (como Quagliarella). Porém os que mais vem se sobressaindo no time são dois garotos sub-23: Torreira e Praet.

Lucas Torreira é um uruguaio de 21 anos, e foi comprado pela Samp em 2015, vindo do Pescara. Atua como segundo volante, porém não muito convencional: é baixo e não muito forte, mas tem muita agilidade e ótima saída para jogo.

Dennis Praet, de 22 anos, é um dos armadores da Sampdoria, junto com Bruno Fernandes. Nascido na Bélgica, chegou na janela de julho por €10M, vindo do Anderlecht, onde fez 25 gols pelo time ao todo, e é uma das grandes promessas da base belga para o futuro. Quando bem jovem, era um grande talento e foi disputado por grandes clubes, como Barcelona e Arsenal. .

Valter Birsa/Stefano Sorrentino – Chievo Verona

A Chievo começou muito bem a temporada, ficando no topo da tabela nas primeiras rodadas, mas, caiu por motivos óbvios. Porém, os gialloblu tem um dos melhores elencos do “bolo do meio” da Serie A Tim. Entre esses jogadores, podemos citar Birsa e Sorrentino, que são os melhores do clube.

Birsa é esloveno, e passou por times franceses até começar a jogar na terra da bota em 2011, pela Genoa. O jogador foi emprestado ao Torino e em 2013, foi comprado pelo Milan, onde ficou mais conhecido, porém, não teve uma passagem muito boa.

Em 2014, foi emprestado com opção de compra ao Chievo, jogou bem e o clube o comprou. Birsa atualmente tem 30 anos, é um exímio batedor de faltas, escanteios, bolas paradas em geral. Também se movimenta muito bem e é um dos líderes de assistências da Serie A, com 7.

Stefano Sorrentino talvez seja o mais veterano desta lista: o goleirão da Chievo tem 37 anos, e está muito bem já faz um bom tempo, porém, não é conhecido internacionalmente e tem pouca mídia. Rodado na carreira, passou por Grécia, Espanha, até que chegou ao Chievo em 2009. Permaneceu quatro anos com uma boa campanha, foi ao Palermo e voltou em 2016.  Mesmo com a idade, é um ótimo goleiro, com especialidade em saída do gol e no 1×1 com o atacante.

Lucas Boyé/Antonio Barreca – Torino

O Torino vem sendo lembrado devido aos seus atacantes nos últimos anos: Immobile, Cerci, e esse ano, Belotti, que vem sendo um dos artilheiros da Serie A Tim e é procurado por grandes times. Porém, um grande avançado do Toro é esquecido: Lucas Boyé.

Boyé tem apenas 20 anos, foi revelado no River Plate, passou pelo Newell’s Old Boys por empréstimo e chegou ao Torino em 2016, onde está revezando na vaga de titular com Belotti. Centroavante, tem uma excelente técnica e habilidade, é raçudo e dá o máximo em seus jogos. É conhecido como “The Bull” e “The Tank”, e é bastante comparado com Abel Balbo, grande atacante que jogou na Itália.

Antonio Barreca, como Boyé, é bem jovem e já vem tendo grande importância no elenco do Torino. Com 21 anos, foi revelado no próprio Toro, emprestado a Cittadela e Cagliari, onde atuou muito bem e voltou em 2016 para o clube. Um dos melhores laterais jovens, Barreca também pode jogar como zagueiro e tem uma grande velocidade e percepção de jogo como característica. Também vem atuando pelo sub-21 da Itália, onde faz dupla de lateral com Conti, que falaremos ainda nesta matéria.

Federico Chiesa – Fiorentina

A Fiorentina vem fazendo uma temporada um pouco abaixo do comum, estando a oito pontos da zona de classificação para a Europa League. O time não vem rendendo bem em campo e experientes jogadores, como Borja Valero e Nenad Tomovic, vem fazendo partidas abaixo do normal. Porém, um jovem que não era muito utilizado pela Viola vem fazendo boa campanha nesta temporada.
Federico Chiesa, de 19 anos, atua como ponta-esquerda. Revelado no próprio time, subiu para o profissional em 2016 e já está ganhando muitas oportunidades. Muito versátil, pode também jogar como armador e meia pelos lados. Talentoso e habilidoso, faz o estilo “corta pro meio e bate”. Outra de suas qualidades é o posicionamento e participação nas jogadas mesmo fora do ataque.

Gabriel Paletta/Juraj Kucka – Milan

O gigante italiano teve um primeiro semestre muito bom (para as expectativas e potencial do clube) com um elenco jovem e um  treinador promissor, mas decaiu muito, e hoje está na briga pela vaga na Europa League. Em seu elenco, há dois jogadores que se destacam entre os demais e que mereciam uma maior cobertura na mídia.

Paletta é um zagueiro já experiente, e quando chegou ao Milan, muitos torcedores o criticavam no início da temporada por ser “velho e lento”. Montella acertou na sua escolha como zagueiro titular ao lado de Romagnoli, e muitas vezes Paletta realizou atuações melhores do que a de seu companheiro. O argentino não detém tanta técnica, mas é muito seguro lá atrás, apesar de as vezes abusar da brutalidade (já foi expulso 3 vezes na temporada), é ótimo em jogo aéreo, interceptações e faz boas transições direta ao ataque.

Kucka, assim como Paletta, chegou desacreditado ao Milan, mas rapidamente caiu nas graças do torcedor, e já é titular absoluto  a duas temporadas. É um meio-campista que não tem tanta técnica, apesar de apresentar alguns recursos. Sua principal característica é a força, raça e garra dentro de campo, e assim como Paletta as vezes abusa da brutalidade (já foi expulso 2 vezes na temporada). Um de seus  recursos são os lançamentos e cruzamentos, junto com dribles.

Marco Parolo/Wesley Hoedt – Lazio

A Lazio vem fazendo uma boa campanha, conseguindo seus objetivos e uma vaga na Europa League, algo que passou longe na última temporada.

Parolo é um experiente meia da Lazio, que com 32 anos, parece ter 20. Bastante rodado na Itália, passou por vários times pequenos em sua carreira e fez uma brilhante campanha pelo Parma, e então foi comprado pelo seu atual clube por €4.5M.

O jogador atua bastante pela seleção, tendo sido convocado para a Copa do Mundo e para a Eurocopa. Com uma mentalidade ofensiva, tem um ótimo chute de longe e faro de gol. Muito completo, também faz um grande papel como motorzinho e liga diretamente a defesa da Lazio ao ataque. Recentemente, fez uma belíssima partida contra o Pescara, onde fez quatro gols.

Hoedt, zagueiro holandês de 22 anos, começou sua carreira como atacante e foi virando zagueiro aos poucos, devido a sua grande qualidade física. É alto, ótimo nas jogadas aéreas, tem uma boa marcação por zona e sabe jogar taticamente. Foi revelado no AZ Alkmaar e foi para a Lazio em 2015, e nesta temporada já soma dois gols.

Andrea Conti/Alejandro Gómez – Atalanta

A Atalanta vem fazendo uma temporada incrível, muito acima do esperado e do comum 8º ou 9º lugar em que sempre ficavam. O time apostou muito em jovens e vários deles já ficaram conhecidos pela mídia, como Gagliardini, que está emprestado na Inter; Caldara, que foi comprado pela Juve e Kessié, procurado por grandes times como Manchester United e Chelsea. Porém há outros jogadores que são peças fundamentais para o time que não são citados como estes acima.

Conti tem 22 anos, foi revelado na própria Atalanta e atua como lateral-direito. Muito importante para os La Dea, tem excelente preparo físico, ótimo cruzamento e bom deslocamento nas alas, além de ser um grande “garçom” de assistências. Pode ser citado como um “De Sciglio que deu certo”. Já atua como titular na seleção jovem da Itália e é um dos melhores laterais-direitos da Serie A.

Alejandro Gómez, também conhecido como “Papu”, foi revelado no Arsenal de Sarandí, passou por San Lorenzo, Catania e Metalist Kharkiv e em 2014 chegou a Atalanta pelo valor de €5M. Pode atuar tanto como ponta-esquerda, como ponta-direita e também joga como armador. É ofensivo, ágil e bom finalizador com as duas pernas, sendo o artilheiro da Atalanta na Serie A Tim com nove gols e também o líder de assistências do time, com 5. Ótimo jogador, é um dos melhores de sua posição na Serie A e também é capitão da sua equipe.

Lorenzo Tonelli – Napoli

A Napoli nessa temporada montou um time muito competitivo, com ótimos titulares e boas opções no banco. Grande parte desse investimento veio da venda de Higuain para a Juventus, e com esse dinheiro, vieram vários jogadores de alto nível, como Zielinski e Maksimovic. Porém, um jogador se transferiu recentemente para a Napoli, após uma boa campanha em seu time.

Lorenzo Tonelli foi revelado pela Empoli em 2010, tendo passado mais de seis anos pelo clube e feito mais de 150 partidas. Em 2016, chegou a Napoli. É um zagueiro central, forte fisicamente e experiente, além de que também pode jogar como lateral-direito. Um pouco bruto, se envolveu frequentemente em discussões dentro de campo, mas é um zagueiro muito seguro e sólido. Outra grande qualidade sua é o jogo aéreo, tendo feito 14 gols pelo Empoli, e logo em suas primeiras três partidas pela Napoli, fez dois gols.

Emerson Palmieri – Roma

Para fechar a lista, vamos com um brasileiro: Emerson, de 22 anos, lateral-esquerdo atuante na Roma. Revelado no Santos em 2011, foi por empréstimo ao Palermo, e em 2016, chegou a Roma, onde tinha expectativa de revezar a titularidade da lateral com Mário Rui. Porém, o seu companheiro se lesionou e Emerson fez boas partidas, ganhando regularidade e uma vaga no time titular. Tem um bom fôlego e desarmes, além de belos lançamentos e passes longos.

Lucas Palhano (21 Posts)

Lucas 'Yoshi' Palhano é natural de Telêmaco Borba-PR, escreve para a EsportesMais desde 2016, torce para o Atlético Paranaense e tem como maior ídolo o volante Alan Bahia.


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta