Notícias

Futebol Internacional

A reconstrução: Conheça o “novo Racing” que disputa a Copa Sul-Americana

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Corinthians receberá o Racing pela Copa Sul-Americana. Apesar do início de temporada, a equipe da Argentina têm pontos a serem destacados. Velocidade é a marca da equipe de Cocca

Nesta quarta-feira (13/09), às 21h45, diante da sua torcida na Arena, o Corinthians receberá a visita do Racing da Argentina. A partida será válida pela Copa Sul-Americana, em fase de mata-mata. O Corinthians chega após eliminar o Patriotas, já o Racing de conseguir duas vitórias e passar pelo Independiente de Medellín.

O atual líder do Campeonato Brasileiro vem de derrotas na competição nacional, a última no clássico com o Santos, caindo por 2 a 0. O Racing conquistou uma vitória diante do Temperley por 4 a 1 na última rodada do Campeonato Argentino.

O Mercado de Passes do Racing Club

A equipe dirigida por Diego Cocca está em início de temporada (2017-2018) na Argentina. Após a saída de muitos jogadores – foram 13 baixas ao total –  dentre elas Gustavo Bou, artilheiro do time na temporada passada, Agustín Orión, Ezequiel Videla e Marcos Acuña, um dos principais jogadores do elenco vendido ao Sporting-POR, Cocca tem o papel de remontar a equipe do Racing para a sequência da temporada.

Com todas essas baixas, a diretoria da ‘La Academia’ teve de ir ao mercado para recompor o seu elenco. Trouxeram nomes importantes para suprir as saídas, como por exemplo, os experientes Arévalo Ríos, Enrique Triverio e Lucas Orban, o atual campeão da Libertadores com o Atlético Nacional, Andrés Ibargüen, além de jovens como Augusto Solari, Alexis Soto e Martín Ojeda. Foram 14 contratações ao todo, compondo o elenco com outros jovens valores provenientes das divisões de base da equipe de Avellaneda.

Suspensos, Pillud e Grimi não enfrentam o Corinthians

Diego Cocca não poderá contar para essa partida diante do Corinthians com Iván Pillud e Leandro Grimi, ambos suspensos. Para os seus respectivos lugares, Augusto Solari e Lucas Orbán. O primeiro, volante na posição de origem, deverá ser deslocado para compor a ala pela direta. Com isso Arévalo Ríos fica com a vaga de Solari no meio de campo. Já Orbán, zagueiro canhoto, entrará por Grimi na sua própria função.

A goleada diante do Temperley, além do bom futebol apresentado pela equipe de Cocca, farão com que o treinador mantenha o mesmo esquema tático elegido para a partida anterior: o ‘5-3-2’.

Mas, afinal, como joga o Racing?

A provável equipe do Racing para enfrentar o Corinthians será formada por Mustos; Solari, Vittor, Barbieri, Orbán, Soto; Diego González, Arévalo Ríos, Zaracho; Triverio e Lisandro López.

 

Provável time do Racing para enfrentar o Corinthians: O ‘3-5-2’ de Cocca.

 

Com isso, a equipe de Cocca vai buscar surpreender o Corinthians reduzindo os espaços, principalmente pelos lados do campo, onde a equipe paulista é bastante forte ofensiva, ainda mais quando se trata nos avanços dos laterais Fágner e Marciel ou Moisés, possíveis substitutos de Guilherme Arana.

Nos contra-ataques, os alas Soto e Solari também deverão chegar bastante no campo ofensivo. Este último, aparece com muita frequência no ataque com rápidas transições pelo lado direito junto à Lisandro López.

No meio de campo do Racing, Arévalo Ríos e Diego González como volantes, auxiliando na marcação, fechando os espaços de criação de Rodriguinho e Jadson pelo setor e saindo em transições rápidas para os contra-golpes. Federico Zaracho será o ‘homem de criação’ da equipe de Avellaneda. É um jovem meia revelado nas divisões de base do clube, veloz, habilidoso, que pode gerar complicações para a pesada defesa do Corinthians.

Zaracho costuma se entender bem com Triverio pelo flanco esquerdo de ataque, por onde o Racing é bastante perigoso, apresenta jogadas de muita velocidade e conta com um finalizador-nato, Lisandro López, experiente centroavante, ídolo e jogador mais representativo em campo deste elenco de ‘La Acadé’. As rápidas transições ofensivas, troca de passes, envolvimento do adversário e jogadas de contra-golpes surgem como marcas do time de Cocca para esta temporada.

Rápida transição ofensiva até o gol de Zaracho contra o Temperley.

Por Michel Corbacho

Mais matérias sobre a Futebol Argentino

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta