Notícias

Matérias Especiais

Como ficaria o futebol com a independência da Catalunha?

622_70692ecd-64c8-3e02-a073-58d77ecd8291

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Catalunha independente? Motivos e como o futebol mudaria

Conhecendo o caso

A Catalunha tem intenções de ser independente da Espanha a muito tempo, isso inclui questões históricas e culturais.

Isso tudo se inicia em 1150, quando a rainha Petrolina, de Aragão e o Ramon Berenguer, conde de Barcelona se casaram, o que formou uma dinastia. O casal resolveu deixar o território inteiros das atuais regiões de Aragão e Catalunha para seus filhos.

Isso durou até a Guerra da Sucessão, que deu origem a Espanha que conhecemos hoje. Os reis que subiram no trono nos anos após a guerra tentaram impor ao povo o castelhano e as leis espanholas na região. Houve repetidas tentativas, até que cessou em 1931, quando a Generalitat, o governo nacional da Catalunha, foi restaurado.

Seis anos mais tarde, a região teve o poder tomado por um ditador, Francisco Franco. O qual proibiu o catalanismo (língua local) e uma série de costumes da região. Esse regime teve seu fim somente em 1975, quando ouve a restauração da democracia em todo país, e o uso do catalão na política, educação e meios de comunicação. A língua é a principal da região, o castelhano é muito pouco usado.

Essa opressão sofrida pelo povo nesse período fez com que eles quisessem expressar seus costumes e cultura. Tais como a lenda de São Jorge, a qual se diz que o próprio salvou a princesa e a cidade contra a invasão do dragão. Os catalães costumam assemelhar o vilão da lenda aos estrangeiros, que querem acabar com sua autonomia e liberdade. Sendo mais objetivo, eles querem ser independentes, mostrar seus costumes, e enfim mostrar ao mundo que é um povo diferente.

Quais mudanças poderiam causar no futebol?

A La Liga já se pronunciou sobre o caso, e disse que caso ocorra a independência, os times catalães serão expulsos da competição. Ou seja, não veríamos times como: Espanyol, Barcelona e Girona disputando a La Liga.

Caso a Liga Catalã seja criada, é muito provável que a entrada para qualquer  “UEFA League” seja difícil, fazendo com que o time classificado tenha que passar por  playoffs, até chegar a fase de grupos. Provavelmente, o primeiro da liga iria para a Champions League, enquanto o segundo iria para Europa League, e o terceiro para baixo não disputariam outras competições UEFA.

Também é dito que clubes catalães busquem disputar ligas de países vizinhos, com Itália, França ou até na Premier League.

Resultado de imagem para presidente da la liga
Presidente da La Liga. (Foto: Reprodução)

“No caso da independência, as equipas catalãs da LaLiga – Barcelona, ​​Espanyol e Girona – terão que decidir onde querem jogar: na liga espanhola ou em um país vizinho como Itália, França ou Premier League.

“Agora, na Espanha, há equipes de outros países que jogam em ligas nacionais: clubes de Andorra no futebol e basquete. Monaco joga na França. Na Inglaterra, clubes galeses. Eu não acho que a UEFA tenha algo contra em ver outro clube jogar em uma liga diferente de seu país”.
Gerard Figueras – político espanhol e atual Diretor Geral de Esportes da Generalitat da Catalunha.

Javier Tebas, presidente da La Liga disse: “No esporte, não é à la carte e as coisas devem ser claramente indicadas. Não é fácil ter um acordo e estudar a legislação espanhola, mas se (os clubes catalães) conseguirem isso, não poderão jogar na Liga espanhola, mas espero que não venha a acontecer isso”.

Seleção Catalã

Para quem não sabe, já existe a Seleção Catalã, porém ela não é reconhecida pela FIFA. A última partida disputada pela equipe foi

Cataluña 4-1 Cabo Verde
Catalunha 4-1 Cabo Verde (Foto: Reprodução)

dia 30 de dezembro de 2013, contra a seleção de cabo-verde. A seleção continha bastante jogadores do Barcelona e Espanyol, como Piqué, Alba, Victor Sánchez e Víctor Álvarez.

A seleção catalã teria como goleiro Kiko Cassila, e seu reserva Victor Valdés. Teria como capitão Piqué, e jogaria com Montoya na lateral direita, e Alba pela esquerda, com Bartra centralizado.

Alba, Xavi (mesmo em fim de carreira) e Fàbregas trabalhando no meio de campo. No ataque contaria com Cuenca e Vidal pelas pontas, e Bojan centralizado.

O único possível obstáculo da Catalunha para se tornar seleção é caso a FIFA não os reconhecesse, assim, ficariam sem disputar torneios FIFA, como a Copa do Mundo, e Copa das Confederações.

Clique na imagem para acessar o site

 

João Vitor (23 Posts)


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta