Notícias

Futebol Internacional

Clássico entre Independiente e River decidirá um semifinalista da Libertadores

Sem título

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Rojos e Millonarios, equipes que apresentam um futebol vistoso, com goleiros de seleção, iniciam uma das disputas mais equilibradas das quartas de finais do maior torneio continental

 

Desde as 19: 30 h de Buenos Aires-ARG e de Brasília-BRA o estádio Libertadores da América (assim escolhido pelos torcedores do maior campeão da competição) em Avellaneda, Buenos Aires -Argentina recebe um dos maiores clássicos do futebol argentino em duelo valido pelo jogo de ida das quartas de finais da Copa Libertadores de América. O Independiente recebe o River Plate buscando abrir vantagem em casa para chegar a uma semifinal de Libertadores após 34 anos.

A partida que não contará com público visitante como vem sendo de costume nos duelos entre argentinos contará com a participação do VAR que será comandado pelo árbitro brasileiro Raphael Claus. Ambas as equipes não possuem boas lembranças desta tecnologia. O Independiente teve dois jogadores expulsados na Recopa deste ano contra o Gremio de Porto Alegre: Emanuel Gigliotti no jogo de ida e Amorebieta na volta, sendo está última muito contestada. Por sua vez o River Plate acabou sendo prejudicado pelo uso do VAR na semifinal da Copa Libertadores de 2017 quando visitavam o Lanús e, mediante o recurso, concederam um pênalti para equipe da casa (o qual acabou após a conversão em gol acabou decretando eliminação do time millonário) e minutos antes o sistema não foi utilizado numa mão clara dentro da área do defensor granate, gerando assim muita reclamação pela imparcialidade.

 

HISTÓRICO DO DUELO

A partida desta quarta-feira será a de número 189 entre as equipes. Os Millonários levam vantagem com relação aos Rojos (79 contra 56) e houve 53 empates. Em competições da Conmebol será o 22º enfrentamento, onde o histórico também é muito favorável ao River Plate que venceu 9 vezes contra apenas 2 do Independente e igualaram em 10 oportunidades. Desses 21 jogos apenas os últimos quatro não foram por Copas Libertadores: dois pela semifinal da Supercopa de 1995, no qual após dois empates o Rey de Copas se classificou por pênaltis e acabou sendo campeão da competição, e outro par de jogos em 2003 pela Copa Sul-Americana, onde o River aplicou duas goleadas (4 a 1 e 4 a 0) pelos oitavos de finais do torneio. Em se tratando de Libertadores, a última disputa nos remete a 1995 quando os dois times compartilharam a fase de grupos junto a duas equipes uruguaias. Na antiga “Doble Visera de Cemento” em Avellaneda 1 a 1; já no Monumental de Nuñez vitória do time da casa por 2 a 0.

 

CAMPANHA NA TAÇA LIBERTADORES 2018

Os Diablos Rojos, que estão numas quartas de finais de Libertadores após 30 anos faziam parte do grupo G onde classificaram na segunda posição por saldo de gols após 3 vitórias, 1 empate e 2 derrotas. Nas oitavas o sorteio indicou o Santos. Após muita polêmica no duelo de ida, pois devido à inclusão irregular de Carlos Sanchez pela equipe brasileira, foi concedida a vitória por 3 a 0 ao Rojos. Na volta em São Paulo, igualava sem gols quando os 35 minutos do segundo tempo o jogo foi suspenso após confusão provocada pela torcida local.

A equipe de NuñeZ chega a está instancia da competição sem ainda ter perdido um jogo. Pelo grupo D classificou-se em primeiro com três vitórias e três empates. Iniciou a fase de mata-mata com o clássico nacional contra o Rasing Club, maior rival do Independiente, aguentando na casa do adversário, o zero no placar por mais de um tempo com um homem a menos. Na volta aplicou um claríssimo 3 a 0 para não deixar dúvidas quanto a superioridade demonstrada em campo. O ponto negativo ficou pela expulsão do meia Enzo Perez que provocou o rival na saída de campo quando ia ser substituído e não poderá jogar nesta quarta-feira.

 

INDEPENDIENTE

No passado sábado, pela 5º rodada da Superliga Argentina, os Rojos (com a maioria de reservas) conseguiu sua primeira vitória no campeonato após um contundente 3 a 0 aplicado ao Colón de Santa Fé. Gigliotti em duas oportunidades, o qual também errou um pênalti, e Silvio Romero fizeram os tentos. Com 5 pontos e o jogo da primeira rodada contra o San Martín de Tucumán ainda pendente, os Diablos Rojos ocupam a 17º posição.

O treinador Ariel Holan deve retomar a formação que tão bem lhe respondeu durante o ano de 2017. O esquema 4-2-3-1 na proteção da zaga e para povoar o meio de campo junto a F. Silva contará com a inclusão de Nicolás Domingo, após excelentes atuações nos últimos jogos.  Para a inclusão do volante deverá sair Gigliotti ou Benitez, que aparentemente ainda não está 100% recuperado de sua lesão muscular. Se optar pelo centroavante Silvio Romero será deslocado a uma das extremidades do ataque. Caso a escolha seja Benitez, o “Chino” Romero jogará entre os zagueiros riverplatenses e Maxi Meza e Benitez cairão pelos lados.

 

RIVER PLATE

No último final de semana o River recebeu o San Martín de San Juan e, assim como seu rival de hoje, com uma equipe alternativo goleou por 4 a 1, com gols de Rodrigo Mora por duplicado, Carlos Mayada e Gonzalo Martinez de pênalti. Facundo Erpen descontou pra visita. Com a vitória, alcançou as 7 unidades e ocupa a décima posição no campeonato.

Marcelo Gallardo, comandante do time, não parou nenhuma equipe nos treinos semanais pelo que a escalação é uma incógnita, mas se sabe que não poderá contar com Enzo Pérez e nem com Bruno Zuculini que ainda cumpre suspensão de sete jogos, em polêmica similar à do Santos, apesar que o River mandou documento oficial consultando a Conmebol e, estranhamente, veio o álibi para poder atuar na fase de grupos se retratando nas oitavas.  Deverá escalar em campo equipe parecida a que eliminou a outra equipe de Avellaneda. A dúvida fica na parte ofensiva onde três jogadores disputam duas posições: uma deve ser de Augusto Fernandes, enquanto Pablo Quinteros e Rafael Santos Borré disputam quem deve fazer companhia Lucas Pratto no ataque millonário.

Roma

 

Ficha Técnica – Independiente x River Plate:

Data: 19/09/2018.

Horário: 19:30 h, horário de Brasília e de Buenos Aires.

Local: Libertadores de América, Avellaneda, Buenos Aires – Argentina.

Arbitragem: Wilton Sampaio (BRA). VAR: Raphael Claus (BRA).

Independiente: Martín Campaña; Fabricio Bustos, Alan Franco, Gastón Silva, Gastón Silva; Francisco Silva e Nicolás Domingo; Maximiliano Meza, Pablo Hernández, Emmanuel Gigliotti ou Martín Benítez, Silvio Romero. Técnico: Ariel Holan.

River: Franco Armani; Gonzalo Montiel, Jonatan Maidana, Javier Pinola, Milton Casco; Leonardo Ponzio; Ignacio Fernández, Exequiel Palacios, Gonzalo Martínez; Rafael Santos Borré ou Juan F. Quintero e Lucas Pratto. Técnico: Marcelo Gallardo

Luiggi Parisi (13 Posts)


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta