Notícias

Sem categoria

Em grupo embolado, Chapecoense recebe o Nacional pela Libertadores da América

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Chapecoense e Nacional do Uruguai se enfrentam em jogo decisivo pelo grupo 7 da competição continental

Na noite dessa terça-feira (18), a Chapecoense enfrenta o Nacional (URU), às 21h45, em jogo válido pela terceira rodada da Copa Libertadores Bridgestone. A Arena Condá será o palco de mais uma noite histórica de futebol em Chapecó.

Na competição continental, ambas as equipes vem de revés sofrido em seus domínios. A Chapecoense perdeu para o Lanús, pelo placar de 3×1, no que foi a última derrota da equipe alviverde nessa temporada. Já o Nacional foi superado pelo Zulia, por 1×0. Os resultados dessa rodada embolaram o grupo, visto que todos os quatro times chegaram aos 3 pontos ganhos. Por isso, o resultado positivo é fundamental tanto para a Chape, quanto para os visitantes, e significa muito para as pretensões de brasileiros e uruguaios na Libertadores.

Se, por um lado, os times vem de derrota na Libertadores, por outro, ambos tem motivos para comemorar o momento que vivem em suas outras competições. O Verdão do Oeste conquistou a Taça Sandro Pallaoro, e de quebra, garantiu a decisão da final do Campeonato Catarinense em casa, contra o Avaí. Enquanto isso, o Nacional lidera isoladamente o campeonato uruguaio (Apertura) e em sua última partida, venceu o Cerro, quarto colocado, fora de casa, pelo placar de 3 a 1.

Maturidade

É com otimismo e foco que a Chapecoense encara o duelo dessa terça, frente ao Nacional. Mesmo tendo atuado no sábado à tarde, a equipe voltou aos treinamentos no domingo de Páscoa, ainda pela parte da manhã, visando a importante partida pela competição continental. Segundo o goleiro Artur Moraes, a derrota para o Lanús foi crucial para o amadurecimento da equipe: “Nós amadurecemos, achamos a regularidade. Sabemos que o jogo contra o Nacional exigirá um nível de concentração muito alto, e precisamos apresentar o nosso melhor”, afirmou.

Goleiro Artur acredita no bom momento da Chapecoense (Foto: Sirli Freitas/Chapecoense)

Artur ainda destacou a força da torcida, que vem fazendo a diferença na Arena Condá. Segundo ele, o apoio nas arquibancadas tem ajudado no desempenho dos jogadores dentro do campo. A Chape venceu todas as quatro partidas do returno do estadual atuando em seus domínios.

Ausência

Em relação ao time que entra em campo amanhã, o técnico Vágner Mancini mantém apenas uma dúvida, e é no setor defensivo. O zagueiro Grolli ainda se recupera de lesão, mas já participou dos treinamentos nessa segunda. Para o seu lugar, Luiz Otávio deve seguir na equipe titular. Nas demais posições, a equipe tende a ser a mesma que enfrentou e venceu o Joinville no último sábado. A sequência e as boas atuações dos comandados de Mancini dão confiança para o duelo frente ao Nacional.

Jogadores comemoram o título do returno, no gramado da Arena Condá (Foto: Sirli Freitas/Chapecoense)

Otimismo

Com duas vitórias consecutivas no Campeonato Uruguaio, e com a motivação de ter vencido sua partida fora de casa na Libertadores (1 a 0 contra o Lanús, na Argentina), o Nacional desembarcou nessa segunda-feira em Chapecó. A equipe uruguaia vem ao Brasil com o intuito de buscar os três pontos, mas respeitando bastante a equipe da Chapecoense.

Segundo o goleiro Esteban Conde, são essas duas partidas contra a Chapecoense, que serão disputadas consecutivamente, que definirão o destino e as pretensões dos “Bolsos” na competição. O atacante Rodrigo Aguirre, destaque na última vitória dos tricolores uruguaios no campeonato nacional, com dois gols e uma assistência, afirmou que a tendência é que o Nacional jogue nos contra-ataques contra o Verdão do Oeste: “Creio que será uma partida onde eles terão a posse de bola e nós teremos que defender bem e sair nos contra-ataques, como se jogam as partidas de Copa quando se é visitante. Sabemos jogar assim, e acredito que é nossa melhor alternativa”, afirmou o atacante uruguaio.

Aguirre quer o Nacional aproveitando os contra-ataques (Foto: Juan Pablo Flores)

Para o desafio dessa terça, o técnico Martín Lasarte não contará com um dos destaques de sua equipe. O meio campista Martín Ligüera, que teve passagens no Brasil por Joinville e Atlético Paranaense, não foi relacionado para a viagem ao Brasil por cansaço, e foi poupado, juntamente com o experiente lateral direito Jorge Fucile. No mais, o time que vem a campo deve ser o mesmo que atuou frente ao Cerro.

Prognóstico:

A expectativa é para um grande jogo de futebol em Chapecó, na noite dessa terça. De um lado, a Chapecoense embalada por grande desempenho no estadual; do outro, o Nacional embalado com a liderança no uruguaio. A promessa é de um jogo eletrizante, onde a Chape tem de fazer valer a força da Arena Condá, tão importante nessa reconstrução do clube.

O time está em clima de lua de mel com o torcedor, o título da Taça Sandro Pallaoro foi a melhor homenagem que esse novo grupo de jogadores poderia dar a todos torcedores e familiares dos que nos deixaram. Sentimentalismos a parte, o Nacional é um gigante da América, tricampeão da Libertadores e grande força do futebol uruguaio. Para tanto, a Chape deve jogar com respeito, inteligência, e paciência.

Obviamente que a vitória nesse confronto é de fundamental importância para a sequência do Verdão na competição, já que as próximas duas partidas são fora de casa. Para tanto, a torcida deve comparecer em peso para apoiar, do início ao fim, o que pode ser o primeiro triunfo da Chapecoense, na história, jogando em seus domínios, pela grandiosa Libertadores. Jogo equilibrado e pegado, com muita disposição e entrega, é tudo o que esperamos para a noite desse dia 18.

Ficha técnica: Chapecoense x Nacional do Uruguai

Data: 18/04/2017

Hora: 21h45, horário de Brasília

Local: Arena Condá – Chapecó (SC)

Árbitro: Carlos Orbe (EQU), auxiliado por Byron Romero (EQU) e Chrstian Romero (EQU)

Chapecoense: Artur Moraes; Apodi, Luiz Otávio, Nathan e Reinaldo; Luiz Antônio, Girotto e João Pedro; Rossi, Arthur Caíke e Wellington Paulista. Técnico: Vágner Mancini.

Nacional: Esteban Conde; Sergio Otálvaro, Rafael García, Diego Polenta, Alfonso Espino; Santiago Romero, Felipe Carballo, Diego Arismendi; Kevin Ramírez, Rodrigo Aguirre; Hugo Silveira. Técnico: Martín Lasarte.

Clique na imagem para acessar o site

 

 

 

Derlei Alex Florianovitz (45 Posts)


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta