Notícias

Futebol Internacional

Boca Juniors vê vantagem despencar na Superliga

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Com duas derrotas nas últimas duas partidas, o time bostero viu sua vantagem de oito pontos, diminuir para quatro

(Foto: Divulgação / Boca Juniors)

O Boca Juniors vive o seu pior momento no campeonato argentino e logo na reta final da Superliga. A equipe que após a vitória contra o Talleres colocou oito pontos de folga na liderança, viu sua vantagem cair para quatro pontos. Talleres e San Lorenzo viram o Godoy Cruz crescer e assumir a vice-liderança.

Faltando quatro rodadas para encerrar o campeonato, o Boca precisa de nove pontos em doze. A equipe recebe o Newell´s, visita o Gimnasia La Plata, Unión Santa Fé e encerra contra o Huracán.

A partida contra o Newell´s é de extrema importância. Sem vencer há duas rodadas, uma vitória fará com que a confiança volte e aproxima o clube do título.

A qualidade do futebol apresentado pelo Boca está muito ruim. A equipe há muito tempo não faz uma boa partida. Segundos analistas, o principal motivo das apresentações ruins são as saídas de Gago e Benedetto. Após a saída desses dois jogadores, o time de Schelotto continuou vencendo, mas as atuações já não agradavam.

Gago e Benedetto estão se aproximando de voltar a equipe. Os atletas já estão trabalhando a parte física no campo e a volta está prevista para o fim de maio. Gago já pode voltar esse mês.

Boca Juniors continua sofrendo com lesões

Além de Gago e Benedetto que estão a meses se recuperando, o Boca terá mais gente no departamento médico. Cardona, Tevez e Goltz lesionados não atuaram diante do Independiente e devem ficar mais alguns dias no DM.

Cardona tem a sua volta prevista para 15 dias. Tevez deve estar a disposição para o jogo diante do Newell´s e Goltz só no mês de maio.

Outro jogador que será incorporado ao DM é Wilmar Barrios. Ele teve um estiramento na panturrilha direita e ficará por no mínimo 15 dias fora.

Arbitragem polêmica em Avellaneda

A partida em Avellaneda foi marcada por polêmicas. Os dois clubes reclamaram da arbitragem, principalmente o Boca, que foi o derrotado da noite. O Independiente reclamou em dois pênaltis não marcados e por uma entrada, talvez não intencional, mas dura, de Pavón em Bustos. O atleta do Independiente saiu da partida lesionado.

O Boca Juniors reclamou da arbitragem em um pênalti claramente não marcado. O jogador do Rojo atacou a bola com a mão. Pablo Pérez foi reclamou de forma veementemente e acabou sendo expulso.

A arbitragem não agradou nenhum dos dois lados, mas claro, o lado derrotado saiu reclamando mais da arbitragem e, dessa vez, foi o Boca o derrotado.

Guillermo falou sobre a arbitragem, a partida e a lesão de Barrios

“Foi uma partida disputada, um clássico. Eles tiveram situações a partir de erros nossos, nós tivemos poucas. Nos doeu perder uma partida parelha.”

“Foi pênalti, não marcou, o árbitro não viu, o que vamos fazer? Temos que trabalhar a equipe, mas está muito claro que a arbitragem não nos beneficia. Essa é uma partida midiática, esperamos que os árbitros não se envolvam.”

“Creio que foi um golpe, espero que chegue para as próximas partidas. É verdade que estamos tendo baixa desde a partida contra o Talleres. Temos também a baixa de Pablo Pérez, porém, temos uma vantagem importante, esperamos continuar com ela até o final do campeonato.”

 

Esportes Mais

Facebook

 

Enzo Matheus (181 Posts)


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta