Notícias

Futebol Internacional

Boca Juniors e a necessidade de ganhar a Libertadores 2018

Boca

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Com a Libertadores de volta na próxima temporada, objetivo maior do Boca é chegar ao hepta da maior competição da América

A pré-temporada do Boca Juniors visando a temporada 2017/2018 já começou. O primeiro amistoso dessa pré-temporada, será no Paraguai, contra o Nacional de Montevidéu. O torcedor paraguaio terá o privilégio de ver um grande clássico do futebol sul-americano, em sua terra. O Boca também tem um amistoso contra o Villareal.

A Libertadores é a competição mais aguardada do torcedor e equipe Xeneize para essa temporada. O Boca Juniors nem se classificou para a Libertadores de 2017, mas após a conquista do campeonato argentino o time voltará a Libertadores 2018. O clube não quer entrar apenas para participar e, sim para ganhar.

O sonho do hepta é em 2018, já que em 2011 com Riquelme podendo erguer mais uma, a equipe acabou sendo derrotada para o Corinthians. De lá pra cá, o Boca também nunca mais conseguiu chegar a uma final.

 

boca juniors campeão da libertadores 2007
Boca campeão 2007

 

Jejum que já faz 10 anos, Boca pretende tirar em 18, após 11 anos

Os bosteros não vencem uma Libertadores desde 2007, quando o time comandando por Riquelme deu aula de futebol naquela ocasião. Naquela final, o Boca venceu o Grêmio com o agregado de 5 a 0, até então, maior agregados em finais.

Até o ano que vem, 2018, fará 11 anos após o termino da competição. Por isso, o Boca Juniors não quer ficar 11 anos sem ganhar uma, até porquê, os Xeneizes são os maiores detentores de Liberta nesse século, são quatro no total. O clube tem seis conquista de Libertadores e é o algoz dos brasileiros, das seis conquista, quatro foi em cima dos brasileiros e três delas no Brasil.

Na última Libertadores disputada, o Boca Juniors saiu nas semi. A equipe foi derrotada para o Independiente Dell Valle por 2 a 1 na partida de ida, e na volta também foi derrotada por 3 a 2, na Bombonera. O Boca que já era comandado por Guillermo Schelotto. O Dell Valle surpreendeu e eliminou o Boca em plena la Bombonera, deixando frustados todos adeptos bosteros.

 

Ábila
Ábila

Para chegar ao título, Boca Juniors quer se reforçar mas negociação com a atacante tem impasse

Paolo Goltz, defensor, é o único reforço oficializado dessa temporada. Ábila ainda não foi contratado por impasse.

O atacante Ábila, do Cruzeiro, que é desejo do Boca, estar tendo um impasse. Entre Boca, Cruzeiro e jogador tudo certo; Mas Huracán está tentando travar as negociações. Uma cláusula está impedindo a negociação do atleta.

Em 2016, quando o Cruzeiro contratou Ramon Ábila, firmou vínculo garantindo até dezembro daquele ano a compra dos 50% dos direitos econômicos do atleta. Uma cláusula do documento, porém, garantia que, no fim de 2017, o clube brasileiro teria de ser obrigado a comprar o restante do passe de Ábila junto ao Huracán.

Os Xeneizes contra com o atacante artilheiro para a disputa da Libertadores, o atacante chegaria para brigar pela posição com Benedetto (artilheiro do time).

Sem dúvidas com esses dois centravantes de ótimas qualidades, o Boca teria um ataque excelente para chegar forte a Libertadores.

 

Centurion
A imagem do Centu resume tudo

Centurión, peça fundamental que fará falta para o time na Libertadores

Centurión, se envolveu em mais uma polêmica em sua carreira. Dessa vez, foi em uma casa noturna, em Buenos Aires. O jogador não quis tirar fotos com os fãs, acabou se irritando e os amigos acabou quebrando os celulares dos torcedores, o atleta teve que sair escoltado do local.

Daniel Angelici, presidente do Boca, decidiu não contratar mais o atleta após mais uma confusão. Centu, não gostou da decisão e criticou a dirigência do Boca.

Lamentavelmente, estamos em um país em que quando um se equivoca, em vez de ajudá-lo, lhe soltam a mão. Que lástima, Boca, você fazer isso por ter uma diretoria e um presidente pouco sérios. Larguei tudo e vim para assinar com Boca, nunca me quiseram. Eu me dediquei ao máximo e treinei como poucos treinaram.”

Centurión que foi um dos principais jogadores do Boca, fará muita falta no esquema de Schelotto. O ataque que era formatado por Centu, Pavón e Benedetto, agora perderá a peça mais importante dela.

 

Bombonera
Bombonera ainda faz medo?

A Bombonera ainda faz temer os adversários?

Além dos fantásticos times, como de Riquelme, o Boca tinha uma coisa além dos jogadores que faziam os adversários temerem mais ainda o time, a Bombonera. O Estádio por muito tempo era o terror dos adversários e poucos times venciam o Boca na Bombonera, hoje nem tanto. A pressão continua, a torcida continua fazendo sua linda festa, mas a Bombonera hoje pouco assusta os adversários.

Quem joga ou já jogou na Bombonera, diz que é muito complicado jogar lá. Mas o Dell Valle, na última Libertadores conseguiu não só eliminar mas também vencer o jogo lá. A Bombonera assusta, assusta sim, mas se o Boca quiser levantar o caneco, não pode só pensar na atmosfera do Estádio, e sim em montar uma equipe forte para chegar ao tão sonhado hepta.

Juniors
Clique na imagem para acessar o site

 

 

Enzo Matheus (246 Posts)


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta