Notícias

Sem categoria

Atlético Nacional e Chapecoense decidem a Recopa Sul-Americana

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Chapecoense tem a vantagem do empate para conquistar o título inédito, mas enfrenta um Atlético Nacional embalado na Colômbia

Às 21h45 (horário de Brasília) dessa quarta-feira (10), a Chapecoense entra em campo no estádio Atanasio Girardot, em Medellín, para enfrentar o Atlético Nacional, pelo título da Recopa Sul-Americana.

Na primeira partida, disputada no dia 04 de abril, em Chapecó, o Verdão do Oeste saiu com vantagem após os 90 minutos. Com gols de Reinaldo, de pênalti, e Luiz Otávio, a Chape venceu os Verdolagas por 2×1 (gol do Nacional foi marcado por Macnelly Torres) e agora depende de um empate para levantar outra taça continental.

Luiz Otávio foi o autor do gol da vitória na Arena Condá (Foto: Nelson Almeida/AFP)

Atlético Nacional

Invicto há cinco partidas, a equipe colombiana chega motivada para a conquista da Recopa. A última derrota dos Verdolagas foi em 19/04, quando foram superados pelo Estudiantes, na Libertadores da América. De lá pra cá, o time acumula vitórias sobre Atlético Huila, Junior Barranquilla, Once Caldas e Cortuluá pelo campeonato colombiano, além de triunfo sobre o próprio Estudiantes, atuando no Atanasio Girardot. Assim como para os brasileiros, o título pode ser conquistado de forma inédita pela equipe de Medellín.

Para o confronto dessa quarta, o técnico Reinaldo Rueda não contará com Mateus Uribe, que desfalca a equipe por quatro semanas, devido à lesão muscular na perna esquerda. Para o seu lugar, a tendência é que Rueda promova Elkin Blanco à equipe titular, mantendo o esquema tático. Nas demais posições, o comandante Verdolaga deve utilizar os mesmos jogadores que formaram a equipe que venceu o Estudiantes por 4×1, no último dia 2, já que o técnico poupou os titulares contra o Cortuluá, em partida disputada no último sábado.

Uribe desfalca o Atlético Nacional na decisão da Recopa (Foto: Divulgação/Atlético Nacional)

Chapecoense

Apesar da derrota sofrida no último domingo frente ao Avaí, a Chape conquistou o título estadual. Por ter vencido o primeiro jogo em Florianópolis e ter tido melhor campanha durante a competição, o Verdão jogou “com o regulamento embaixo do braço” e conquistou a taça com dois resultados iguais. E essa pode ser uma estratégia a ser usada com sabedoria para o jogo dessa quarta, já que a equipe joga por qualquer igualdade no placar.

O técnico Vágner Mancini deve efetuar mudanças na equipe da Chapecoense para o duelo frente ao Atlético Nacional. Como se trata de decisão, não há informação concreta de qual será a escalação utilizada pelo comandante alviverde. A única certeza que se tem é a volta do volante Andrei Girotto à equipe titular. O camisa 8 do Verdão não atuou na final do Catarinense por ter sido expulso no jogo de ida, mas deve reforçar o setor na final da Recopa.

Chapecoense goleia o Atlético Tubarão em noite de Andrei Girotto
Girotto pode fazer a torcida da Chape sorrir na final da Recopa (Foto: Sirli Freitas/Chapecoense)

Ainda falando sobre mudanças, o técnico Mancini não revelou se irá posicionar a equipe com três volantes, ou se deslocará João Pedro para o meio de campo, promovendo a entrada de Apodi na lateral direita. Como a Chape precisa de um empate para a conquista do título, a tendência é de começar a partida de forma mais conservadora.

Na zaga, existe a expectativa de que Victor Ramos possa pintar entre os titulares, embora o técnico deva apostar no entrosamento de Grolli e Luiz Otávio. Na meta verde e branca, Artur Moraes deve seguir titular, mesmo tendo falhado no jogo da final do estadual, pois conta com a confiança do comandante do Verdão.

Homenagens

Como era de se esperar, os colombianos prepararam uma recepção de gala à Chapecoense. O respeito mútuo entre os clubes criou uma irmandade em torno da tragédia de novembro de 2016. Com direito a banda marcial no aeroporto, tapete vermelho e condecorações, a Chape desembarcou em solo colombiano para, além de uma partida de futebol, uma missão de agradecimento por toda a solidariedade demonstrada pelo povo que, como se diz em Chapecó, “nos deu o chão, quando não tínhamos nada”.

Foto: Twitter Oficial Atlético Nacional – @nacionaloficial

Prognóstico

A expectativa é de uma noite emocionante, tanto dentro quanto fora do campo. Ambas as equipes tem bastante qualidade técnica, e prometem um jogo acirrado, mas leal. Podemos considerar que o resultado é o que menos importa, pelo menos para o povo de Chapecó. A oportunidade de poder pisar no Atanasio Girardot para a disputa do jogo “que nunca aconteceu”, alenta o coração do povo chapecoense.

Quis o destino que essa partida, a mais importante da história verde e branca, fosse disputada exatamente na data de aniversário do clube. Nesse 10 de maio, a Chape completa 44 anos de vida, tendo passado pelo momento mais complicado de sua jovem história nos últimos meses. A força da reconstrução e dos que deram a vida por este clube certamente entrará em campo na noite dessa quarta-feira.

Esportivamente falando, há um pequeno favoritismo à favor do atual campeão da Libertadores. Com um time que mescla rapidez, técnica e força, o Atlético Nacional, mais acostumado a disputas continentais, pode exercer a vantagem do mando de campo e do apoio incondicional de sua torcida apaixonada, para buscar o título da Recopa.

Se o palpite é válido, creio que os colombianos vencerão o encontro, mas a grande verdade é que em ambos os lados do gramado, teremos campeões, independente do resultado dessa final.

Ficha Técnica – Atlético Nacional x Chapecoense

Data: 10/05/2017

Hora: 21h45, horário de Brasília

Local: Estádio Atanasio Girardot – Medellín (COL)

Arbitragem: Roberto Tobar (CHI), auxiliado por Marcelo Barraza (CHI) e Claudio Rios (CHI)

Atlético Nacional: Armani; Bocanegra, Cuesta, Henríquez e Díaz; Blanco e Arias; Quiñónes, Torres e Ibargüen; Moreno. Técnico: Reinaldo Rueda.

Chapecoense: Artur Moraes; João Pedro, Luiz Otávio, Grolli (Victor Ramos) e Reinaldo; Moisés (Apodi), Girotto e Luiz Antônio; Rossi, Arthur Caíke e Wellington Paulista. Técnico: Vágner Mancini.

Galo
Clique na imagem para acessar o site

 

 

Derlei Alex Florianovitz (47 Posts)


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta