Notícias

Futebol Internacional

Após fortes investimentos, MLS explica a importância do Los Angeles FC para a liga dentro e fora de campo

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Major League Soccer comenta sobre a futura rivalidade entre os times de Los Angeles, fala sobre as novas franquias e analisa o desempenho do Atlanta United e Minnesota United

O Los Angeles FC é uma franquia de expansão da Major League Soccer (MLS), ou seja, já foi fundado mas só começará a jogar na liga em 2018. A equipe criada para disputar o principal campeonato dos Estados Unidos e Canadá, é liderado pelos empresários Henry Nguyen, Peter Guber, Ruben Gnanalingam, Vicent Tan e pelo antigo executivo da National Basketball Association (NBA), Tom Penn. Além disso, o clube possui mais de 21 investidores, entre eles: Magic Johnson, Nomar, Mia Hamm-Garciaparra, Chad Hurley, Tony Robbins e Will Ferrell.

Bob Bradley, que comandou o Swansea City (Reino Unido) em 2016, foi anunciado como treinador do Los Angeles FC. Além disso, a franquia já contratou os seguintes jogadores: Carlos Vela (Real Sociedad – Espanha), Rodrigo Pacheco (Orange County – EUA), Monday Etim (Orange County – EUA) e Carlos Alvarez (Orange County – EUA).

Resultado de imagen para los angeles fc
Crédito da foto: (Divulgação / Los Angeles FC)

“Los Angeles FC entrará na MLS com a ideia de ser um dos clubes importantes. Começaram com um grande grupo de investidores, que inclui grandes pessoas do mundo do entretenimento e dos esportes, como: Magic Johnson, Will Farrell e Mia Hamm.  Logo, investiram no que será um dos melhores estádios de futebol no país, localizado perto do centro de Los Angeles, com comodidades VIP e excelente acesso através do transporte público.  Competitivamente, estão deixando claro a sua intenção com a contratação de um dos lendários treinadores do país, que é o Bob Bradley, e o astro da Seleção Mexicana, Carlos Vela”, contou o Diretor Esportivo da MLS, Alfonso Mondelo.

Entre 2004 e 2014, a rivalidade local era entre Chivas USA e Los Angeles Galaxy. Porém, após o fim do Chivas, o foco girou entorno do San Jose Earthquakes e Galaxy. Agora, a projeção é que forme um clássico interessante entre Los Angeles FC e LA Galaxy.

“A rivalidade entre LA Galaxy e Los Angeles FC será muito especial e crescerá com o passar do tempo. Já vimos em New York com a chegada do New York City FC, que ajudou a crescer a popularidade de ambos os clubes, e cada vez atrai mais gente aos dois estádios. A competição em Los Angeles será saudável para as duas equipes”, afirmou Mondelo.

Imagen relacionada
Crédito da foto: (Divulgação / Los Angeles Galaxy)

Em 2017, duas novas franquias entraram na Major League Soccer. O Atlanta United foi fundado pelo empresário Arthur Blank, que é o proprietário do Atlanta Falcons (NFL), mas é presidido pelo executivo Darren Eales. Além disso, dentro de campo a franquia conta com os treinamentos de Gerardo Martino, antigo treinador da Seleção Argentina. Outros destaques do clube, são: o goleiro Brad Guzan (Estados Unidos), o meio-campista Miguel Almirón (Paraguai) e o meio-campista Héctor Villalba (Argentina). O United estava utilizando o Bobby Dodd Stadium provisoriamente para jogar em casa na MLS, mas à partir do mês de setembro passará a utilizar o Mercedes-Benz Stadium, que tem capacidade para 42 mil pessoas e, usando a expansão, pode chegar até 71 mil pessoas. Atualmente, o Atlanta ocupa a sexta posição na Conferência Leste e a décima segunda posição na MLS Supporters Shield.

A outra franquia é o Minnesota United, que em 2016 jogava na North American Soccer League (NASL). O clube disputa as suas partidas na MLS no TFC Bank Stadium, localizado na University of Minnesota, mas a equipe planeja jogar no Allianz Field o mais breve possível. A franquia é dirigida pelo Bill McGuire, que é o ex-CEO  do United Health Group, Glen Taylor, que é dono do Timberwolves, pela família Pohlad, que são proprietários da Twins, e entre outros. Atualmente, o Minnesota United ocupa a décima posição na Conferência Oeste e a vigésima primeira posição na MLS Supporters Shield.

“Atlanta, sob a direção de seu Presidente Darren Eales, Diretor Esportivo Carlos Bocanegra e o Treinador Gerardo Martino, tem feito um grande trabalho em formar uma equipe emocionante e ágil. Eles decidiram investir em jogadores jovens com grande futuro, logo, com essa combinação estão obtendo um sucesso dentro de campo. O público está correspondendo com estádios cheios desde o começo.  Agora a equipe está se mudando para o Mercedes-Benz Stadium, que custou aproximadamente 1,5 bilhões de Dólares. Será uma das verdadeiras joias do esporte, não só em Atlanta como globalmente.  Já Minnesota tomou um rumo diferente ao do Atlanta, mas passo a passo está arrumando a sua equipe, somando a experiência em todas as posições, como tem feito desde o principio de agosto com a contratação do Ethan Finlay. O público tem respondido com o apoio ao clube incondicionalmente.  Em 2019, os fãs terão mais para comemorar quando o Minnesota inaugurar o seu novo estádio”, analisou Alfonso.

Resultado de imagen para Minnesota United jogando na MLS
Crédito da foto: (Divulgação / Minnesota United)

Para ser proprietário de uma franquia na Major League Soccer é extremamente complicado, pois cabem aos governos locais e, principalmente, a sociedade aceitarem os custos da construção ou reforma de um estádio e dos investimentos em infraestrutura, mesmo que haja investidores para bancar esses custos. Além disso, a MLS cobra uma taxa de 150 milhões de Dólares para a franquia que queira entrar na liga.  Atualmente, 12 clubes demonstraram interesse em participara da principal liga dos Estados Unidos e Canadá, entre eles: Sacramento Republic, FC Cincinnati, Phoenix Rising e entre outros, mas apenas 6 clubes vão conseguir ingressar na MLS. Sendo assim, a liga que hoje tem 22 times passaria a ter 28 equipes.

“Nós anunciamos em 2016 que planejamos uma expansão para chegar a 28 clubes, abrimos o processo para que as cidades interessadas apresentem as suas solicitações e planos. O interesse por parte dos investidores foi tremendo, pois houve 12 clubes em diferentes cidades apresentando suas propostas. O comitê de expansão está no processo de avaliar os mesmos”, finalizou Alfonso Mondelo.

Arthur Fernandes (341 Posts)

Arthur Fernandes é carioca, o seu hobby é o aprendizado de idiomas e dialetos, o seu objetivo é superar o máximo de expectativas impostas e torce exclusivamente para o Orlando City.


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta