Notícias

+ Esportes

Os motivos por trás da decadência do futebol italiano

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Confira no texto quais foram as principais causas do futebol italiano chegar na atual situação

O futebol italiano vem em uma decadência já há bastante tempo, e isso não é novidade para ninguém. Para uma liga que já teve muitos campeões da Champions League (12 títulos no total), ter apenas dois participantes na fase de grupos é uma forte queda, ainda mais quando a liga de Portugal tem mais representantes que o Calcio, e pode se ver que essa queda se refletiu também na Azzurra. Mas qual a razão do futebol da Itália ter decaído tanto assim? Vamos ver isso neste texto.

Antes dos fatores, veremos a trajetória do Calcio até alcançar essa situação.

Desde o início, a liga italiana sempre figurou entre as principais do planeta, e mesmo antes de seu ápice, o país já teve grandes equipes, como o Milan, que ganhou 2 liga dos Campeões na década de 60, com Rivera e Altafini, a revolucionaria Internazionale, do técnico Helenio Herrera, que aplicou o esquema tático Catenaccio, este que viria a ser muito importante na história da Azzurra ao longo dos anos, e a equipe ainda contava com nomes como o espanhol Luís Suárez Miramonetes e o lateral Giacinto Fachetti.

futebol italiano
Imagem mostra a equipe do Milan de 62-63, temporada de sua primeira conquista da atual Champions League

O ápice da liga veio nos anos 80-90, aonde a liga reunia não só grandes esquadrões, mas sim os melhores jogadores do mundo, distribuídos por vários times, o que a tornava extremamente equilibrada. Como destaques podemos citar o Milan dos holandeses, o Nápoli de Maradona e Careca, a Internazionale dos alemães, a Juventus de Platini e depois de Baggio, etc. Porém no início dos anos 2000, com a globalização do futebol, o Calcio não detinha mais tanto poder, agora disputava com a Premier League pelo posto de liga mais importante do mundo, e com o tempo acabou caindo na situação que está hoje.

futebol italiano
Careca e Maradona venceram juntos o scudetto da temporada 86-87

O começo do desastre é em 2006. O Calciopoli, gigante polêmica de corrupção que ocorreu na liga italiana foi o estopim para essa decadência. Essa polêmica é a seguinte: em 2006, o jornal Gazzetta Dello Sport publicou como manchete escutas telefônicas ilegais do diretor-geral da Juventus, Luciano Moggi, reclamando da arbitragem em uma derrota do time de Turim. Após isso, mais escutas foram divulgadas e se formou uma avalanche de polêmicas na Itália. Depois de muita história e julgamentos por jogos manipulados, o julgamento final ficou em: Fiorentina perderia 15 pontos, o Milan 8, e a Lazio 7, e os três permaneceriam na Serie A. Apenas a Juventus foi rebaixada e além disso começaria a Serie B com 9 pontos a menos.

futebol italiano
O diretor geral da Juventus, Luciano Moggi, nos tribunais italianos

Após cair (e perder muitos jogadores importantes nessa queda), a Juventus passou uma temporada na Série B, foi campeã da segunda divisão e voltou para a elite italiana. A consequência dessa polêmica não ficou apenas sobre a Juventus, a liga italiana também perdeu muito. Por que alguém investiria num campeonato com esse tipo de polêmica? Nesse pensamento, a liga perdeu investidores e com isso os times começaram a lucrar menos. E num futebol que já era globalizado, os jogadores não eram baratos, então não conseguiam manter seus jogadores e competir por outros conhecidos mundialmente. Como exemplo podemos citar os rivais de Milão, que deixaram de ser competitivos na Europa após 2012, sendo a última campeã europeia a Inter de Milão em 2010. Também sofreram desmanches, Zlatan Ibrahimovic e Thiago Silva saíram do Milan em 2012. Atualmente, ambas equipes de Milão não tem grandes nomes no futebol e não são mais times de dar medo.

futebol italiano
Ibrahimovic passou pela Juventus, após isso foi para a Inter e em sua última passada pela Itália, jogou pelo Milan até 2012

 

A crise de 2008 foi uma das maiores crises econômicas da história mundial, afetando quase todos os países no mundo. Afetou também o país, mais especificamente a liga focada neste texto, o Calcio, a liga italiana que já vinha de uma polêmica de corrupção, ficando sem investimentos por consequência, quase não aguentou esse grande problema mundial. Para iniciar, os times não conseguiam mais ter lucro o suficiente para pagar seus estádios e jogadores, ainda mais agora que a situação econômica do torcedor era outra. A consequência disso foi, muitos venderam seus estádios para o governo. Além de seus estádios, jogadores saíram novamente da liga italiana a caminho de ligas que eram também muito fortes (Liga BBVA, Bundesliga, etc).

Com a grande globalização do futebol, a base da Itália foi também afetada. Podemos ver isso quando o próprio técnico da Azzurra, Cesare Prandelli, após pedir demissão (depois de ser eliminado na fase de grupos da Copa do Mundo de 2014) pediu e exigiu aos clubes italianos que investissem mais na base de seu futebol. Podemos ver essa crise de falta de jovens futebolistas quando, o Calcio que tem a reputação de ser formado pela grande maioria italiana, teve um jogo formado por apenas estrangeiros. O jogo entre Inter de Milão e Udinese de 23 de abril de 2016 entre os 22 jogadores em campo, não havia um italiano, pela primeira vez na história.

futebol italiano
Cesare Prandelli junto à Itália foi eliminado na fase de grupos da Copa do Mundo de 2014

Atualmente então, a Serie A TIM é resultado de todas essas causas que aconteceram ao longo de sua história. O desejo por dinheiro, a falta de investimento e noção de futebol, a globalização e mudança no estilo de jogo mundial. O mundo avançou e a Itália parou no tempo, ela precisa de renovação e após um longo tempo de trabalho talvez volte para a elite mundial.

 

Felipe Wiira (265 Posts)


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta