Notícias

Sem categoria

A ascensão do Valladolid na La Liga é algo surreal

Valladolid em ascensão

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Com um elenco considerado abaixo da média, o Valladolid surpreende a todos e luta no meio da tabela, podendo surpreender ainda mais

Pouco se esperava do Valladolid na La Liga. O clube que outrora contava com os lendários colombianos Valderrama e Higuita em seu elenco e recentemente comprado pelo fenômeno Ronaldo era pouco badalado e tido como azarão na competição.

O acesso para a La Liga foi com muita emoção, após conquistar o 5º lugar e consequentemente o direito da disputa do play-off, os blanquivioletas se sobressaíram sobre Numancia, Zaragoza e Sporting Gijón, e conquistaram a terceira vaga para a elite espanhola, se juntando a Rayo Vallecano e Huesca.

Tendo em conta um elenco considerado abaixo do nível da La Liga, os especialistas previam um Valladolid passando por muitas dificuldades e lutando pela permanência na competição. A situação só piorou após a saída de dois importantes jogadores no acesso para a elite, o centroavante Jaime Mata – principal artilheiro da equipe que integrou-se ao elenco do Getafe, e Hervías, peça importante da equipe de Castilla y Léon que se juntou ao Eibar.

Os blanquivioletas então foram em busca de empréstimos no mercado para reforçar seu time na medida do possível, adquirindo reforços como o meia italiano Verde, o meia espanhol Keko, e Unal – centroavante turco com passe vinculado ao Villareal. O treinador Sérgio Gonzáles visava formar um time competitivo para pelo menos manter-se na elite, porém ciente da dificuldade devido as irregularidades que já eram apresentadas até mesmo durante a campanha na segunda divisão espanhola.

Atletas do Valladolid comemoram o acesso à elite espanhola. (Foto: Divugação/Twitter)

Um início que surpreendeu a todos e que nem o mais otimista dos torcedores esperava

O confronto entre Girona e Valladolid foi o jogo de abertura da La Liga. Muito se esperava do Girona em seu segundo ano na elite, pela campanha razoável na temporada anterior e por ter conseguido manter boa base da equipe. Porém, o que se viu foi um Valladolid sólido, que pouco foi pressionado pelo Girona, e um 0 a 0 merecido seguido de um reconhecimento ao plano tático de Sérgio Gonzáles.

Na segunda rodada, o Barcelona de Ernesto Valverde. Um desafio e tanto para o Pucela em seu primeiro jogo dentro de casa. Imaginava-se amplo domínio do time catalão e uma vitória simples, porém não foi o que se viu. O Valladolid jogou de igual pra igual e ofereceu tanto perigo quanto o Barcelona. O gol de Dembélé aos 12 minutos da segunda etapa não desanimou o Valladolid que continuou a pressionar. O VAR foi o destaque do jogo, ao anular um gol de Suarez na segunda etapa, e no ultimo lance da partida, o gol de empate do Valladolid marcado por Keko. Apesar da derrota em casa e da frustração do gol anulado, a atuação do Valladolid já chamava a atenção para o que a equipe poderia produzir dali pra frente.

Contrariando o que se esperava, o Valladolid disputou de igual e quase pontuou contra o atual campeão espanhol. (Foto: Getty Images)

Na terceira rodada, mais um empate fora de casa por 0 a 0, desta vez contra o Getafe. Na quarta rodada, nova derrota em casa por 1 a 0, para o Alavés. Era o esperado, os dois pontos vieram a ser considerados zebras, e o que se foi dito antes do campeonato estava se concretizando, o Valladolid não estava somando pontos e sequer marcou um gol em 4 jogos, situação que consequentemente levou a equipe a figurar na zona de rebaixamento. O próximo confronto era um jogo difícil, contra o Celta de Vigo fora de casa, e apesar do favoritismo do adversário, foi a partir dali que a reviravolta dos blanquivioletas começou.

A reviravolta do Valladolid que nem os mais otimistas torcedores sonhariam em ver

Esperava-se uma vitória do Celta de Vigo.  A tradicional equipe da Galícia sempre figura com boas atuações na La Liga e costuma ser fortíssima dentro de casa, e foi o que se viu no início do confronto na quinta rodada da competição. A equipe comandada pelo veterano atacante Iago Aspas logo abriu o placar e com menos de 10 minutos jogados já vencia por 2 a 0. Seria uma vitória fácil? Que nada. Aos 39, Plano diminuiu o placar, dando esperança aos blanquivioletas. Na segunda etapa, Iago Aspas tratou de dar nova vantagem ao Celta aos 54, onde esperava-se que o Celta administrasse o placar até a vitória. Porém Unal aos 65 novamente reduziu a vantagem do Celta. Após isso, o Valladolid começou a pressionar o time da casa, que passou a contra-atacar. Iago Aspas teve a chance de matar o jogo, mas desperdiçou. O castigo veio no ultimo minuto de jogo, em descida pela esquerda, Plano cruzou rasteiro, e encontrou Léo Suárez sozinho para empurrar pro fundo de gol, encerrando a partida em um placar incrível de 3 a 3. Um banho de água fria para o time da Galícia, e uma comemoração contagiável do Valladolid, que a partir dali, levantava sua reação na competição.

Léo Suárez comemorava o heroico empate e dava início a ótima fase do Valladolid. (Foto: Alamy)

Na rodada seguinte, o Valladolid conseguia sua primeira vitória na competição. Em casa contra o Levante, vitória por 2 a 1. O clube outrora tido como mais fraco da competição, mostrava um futebol compacto consequente do trabalho do treinador Sérgio Gonzáles, que pegou o clube na segunda divisão faltando 8 rodadas e o levou ao playoff, consequentemente alcançado o acesso. O desafio do Pucela após a primeira vitória agora seria contra o tradicional Villareal fora de casa, e apesar do favoritismo adversário, os branquivioletas venceram 1 a 0 com gol de Léo Suarez, aproveitando o ânimo para em seguida bater o Huesca em casa, em nova vitória por 1 a 0.

Os torcedores do Valladolid estão em êxtase. O clube tem 3 vitórias seguidas e exibições dignas de um clube com pretensões na La Liga. Atualmente na 7ª posição, o clube soma 12 pontos e está a frente de clubes tradicionais na tabela, como Valencia, Villareal e Celta de Vigo. E o Pucela não quer parar por aí, após a pausa para os amistosos internacionais, o clube irá até Sevilla enfrentar o Betis. Será que teremos mais uma surpresa do clube branco e roxo de Castilla y Léon? Poderia o Valladolid manter o nível de atuação e beliscar uma vaga para competições a nível europeu? É o esperamos, pois é sempre bom ver um time considerado mais fraco lutar de igual pra igual em competições de tão alto nível. E isso, é o que torna o futebol é tão apaixonante. Sorte aos blanquivioletas!

LEIA MAIS: Barcelona empata e perde a liderança da La Liga

Rubens Melo (18 Posts)


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta