Notícias

Sem categoria

A ascensão do Valladolid na La Liga é algo surreal

Valladolid em ascensão

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Com um elenco considerado abaixo da média, o Valladolid surpreende a todos e luta no meio da tabela, podendo surpreender ainda mais

Pouco se esperava do Valladolid na La Liga. O clube que outrora contava com os lendários colombianos Valderrama e Higuita em seu elenco e recentemente comprado pelo fenômeno Ronaldo era pouco badalado e tido como azarão na competição.

O acesso para a La Liga foi com muita emoção, após conquistar o 5º lugar e consequentemente o direito da disputa do play-off, os blanquivioletas se sobressaíram sobre Numancia, Zaragoza e Sporting Gijón, e conquistaram a terceira vaga para a elite espanhola, se juntando a Rayo Vallecano e Huesca.

Tendo em conta um elenco considerado abaixo do nível da La Liga, os especialistas previam um Valladolid passando por muitas dificuldades e lutando pela permanência na competição. A situação só piorou após a saída de dois importantes jogadores no acesso para a elite, o centroavante Jaime Mata – principal artilheiro da equipe que integrou-se ao elenco do Getafe, e Hervías, peça importante da equipe de Castilla y Léon que se juntou ao Eibar.

Os blanquivioletas então foram em busca de empréstimos no mercado para reforçar seu time na medida do possível, adquirindo reforços como o meia italiano Verde, o meia espanhol Keko, e Unal – centroavante turco com passe vinculado ao Villareal. O treinador Sérgio Gonzáles visava formar um time competitivo para pelo menos manter-se na elite, porém ciente da dificuldade devido as irregularidades que já eram apresentadas até mesmo durante a campanha na segunda divisão espanhola.

Atletas do Valladolid comemoram o acesso à elite espanhola. (Foto: Divugação/Twitter)

Um início que surpreendeu a todos e que nem o mais otimista dos torcedores esperava

O confronto entre Girona e Valladolid foi o jogo de abertura da La Liga. Muito se esperava do Girona em seu segundo ano na elite, pela campanha razoável na temporada anterior e por ter conseguido manter boa base da equipe. Porém, o que se viu foi um Valladolid sólido, que pouco foi pressionado pelo Girona, e um 0 a 0 merecido seguido de um reconhecimento ao plano tático de Sérgio Gonzáles.

Na segunda rodada, o Barcelona de Ernesto Valverde. Um desafio e tanto para o Pucela em seu primeiro jogo dentro de casa. Imaginava-se amplo domínio do time catalão e uma vitória simples, porém não foi o que se viu. O Valladolid jogou de igual pra igual e ofereceu tanto perigo quanto o Barcelona. O gol de Dembélé aos 12 minutos da segunda etapa não desanimou o Valladolid que continuou a pressionar. O VAR foi o destaque do jogo, ao anular um gol de Suarez na segunda etapa, e no ultimo lance da partida, o gol de empate do Valladolid marcado por Keko. Apesar da derrota em casa e da frustração do gol anulado, a atuação do Valladolid já chamava a atenção para o que a equipe poderia produzir dali pra frente.

Contrariando o que se esperava, o Valladolid disputou de igual e quase pontuou contra o atual campeão espanhol. (Foto: Getty Images)

Na terceira rodada, mais um empate fora de casa por 0 a 0, desta vez contra o Getafe. Na quarta rodada, nova derrota em casa por 1 a 0, para o Alavés. Era o esperado, os dois pontos vieram a ser considerados zebras, e o que se foi dito antes do campeonato estava se concretizando, o Valladolid não estava somando pontos e sequer marcou um gol em 4 jogos, situação que consequentemente levou a equipe a figurar na zona de rebaixamento. O próximo confronto era um jogo difícil, contra o Celta de Vigo fora de casa, e apesar do favoritismo do adversário, foi a partir dali que a reviravolta dos blanquivioletas começou.

A reviravolta do Valladolid que nem os mais otimistas torcedores sonhariam em ver

Esperava-se uma vitória do Celta de Vigo.  A tradicional equipe da Galícia sempre figura com boas atuações na La Liga e costuma ser fortíssima dentro de casa, e foi o que se viu no início do confronto na quinta rodada da competição. A equipe comandada pelo veterano atacante Iago Aspas logo abriu o placar e com menos de 10 minutos jogados já vencia por 2 a 0. Seria uma vitória fácil? Que nada. Aos 39, Plano diminuiu o placar, dando esperança aos blanquivioletas. Na segunda etapa, Iago Aspas tratou de dar nova vantagem ao Celta aos 54, onde esperava-se que o Celta administrasse o placar até a vitória. Porém Unal aos 65 novamente reduziu a vantagem do Celta. Após isso, o Valladolid começou a pressionar o time da casa, que passou a contra-atacar. Iago Aspas teve a chance de matar o jogo, mas desperdiçou. O castigo veio no ultimo minuto de jogo, em descida pela esquerda, Plano cruzou rasteiro, e encontrou Léo Suárez sozinho para empurrar pro fundo de gol, encerrando a partida em um placar incrível de 3 a 3. Um banho de água fria para o time da Galícia, e uma comemoração contagiável do Valladolid, que a partir dali, levantava sua reação na competição.

Léo Suárez comemorava o heroico empate e dava início a ótima fase do Valladolid. (Foto: Alamy)

Na rodada seguinte, o Valladolid conseguia sua primeira vitória na competição. Em casa contra o Levante, vitória por 2 a 1. O clube outrora tido como mais fraco da competição, mostrava um futebol compacto consequente do trabalho do treinador Sérgio Gonzáles, que pegou o clube na segunda divisão faltando 8 rodadas e o levou ao playoff, consequentemente alcançado o acesso. O desafio do Pucela após a primeira vitória agora seria contra o tradicional Villareal fora de casa, e apesar do favoritismo adversário, os branquivioletas venceram 1 a 0 com gol de Léo Suarez, aproveitando o ânimo para em seguida bater o Huesca em casa, em nova vitória por 1 a 0.

Os torcedores do Valladolid estão em êxtase. O clube tem 3 vitórias seguidas e exibições dignas de um clube com pretensões na La Liga. Atualmente na 7ª posição, o clube soma 12 pontos e está a frente de clubes tradicionais na tabela, como Valencia, Villareal e Celta de Vigo. E o Pucela não quer parar por aí, após a pausa para os amistosos internacionais, o clube irá até Sevilla enfrentar o Betis. Será que teremos mais uma surpresa do clube branco e roxo de Castilla y Léon? Poderia o Valladolid manter o nível de atuação e beliscar uma vaga para competições a nível europeu? É o esperamos, pois é sempre bom ver um time considerado mais fraco lutar de igual pra igual em competições de tão alto nível. E isso, é o que torna o futebol é tão apaixonante. Sorte aos blanquivioletas!

LEIA MAIS: Barcelona empata e perde a liderança da La Liga

Rubens Melo (54 Posts)

Estudante de jornalismo e apreciador de futebol, seja ele bem ou mal jogado, independente do país ou da divisão.


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta