Notícias

Futebol Internacional

Relembre os 10 últimos clássicos entre Independiente e Racing

Independiente

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Neste domingo, Rojo e Acade fazem o tradicional “Clásico de Avellaneda”, relembre os 10 últimos embates entre esses dois gigantes do futebol argentino

Às 19 horas deste domingo o Independiente recebe o Racing no Libertadores de America, a partida é valida pela 24ª rodada do Campeonato Argentino. Aproveite a oportunidade de lembrar  os 10 últimos clássicos, foram quatro vitórias para cada lado e dois empates.

Torneo Inicial 2012: Racing 2×0 Independiente

Ambas as equipes vinham de campanhas muito decepcionantes no Clausura 2012, o Rojo terminou na 16a posição e La Acade na 17a. O confronto entre os dois rivais aconteceu logo na terceira rodada, no Cilindro. Os comandados de Luis Zubeldía venceram o Rojo de Christian Díaz por 2-0, os dois tentos anotados pelo interminável artilheiro José ‘Pepe’ Sand.
O jogo estava muito equilibrado, ambas as equipes estavam se estudando, até que aos 30 minutos da primeira etapa, Centurión lança ‘El Demonio’ Hauche na linha de fundo, que rolou a bola para El Pepe que aproveitou a falha do zagueiro e mandou pro fundo da rede. Com 1-0 no marcador, La Academia ganhou confiança e passou a pressionar o rival, perdendo varias oportunidades de gol. Já no fim da primeira etapa, Centurión fez uma bela jogada individual, sendo derrubado faltosamente na entrada da área por Morel, que levou o segundo amarelo e foi expulso de jogo. Restou apenas ao rojo se defender e nada mais, nem as alterações surtiram efeito. Em outra bela jogada do camisa 26 do Racing, ele rabiscou a defesa adversária, foi no fundo e cruzou para o artilheiro Sand marcar.Fim de jogo,2-0 La Academia e festa na parte celeste de Avellaneda.

Torneo Final 2013: Independiente 2-0 Racing

O Independiente lutava contra o rebaixamento nesse ano, muito pressionado, a equipe treinada por Américo Gallego recebeu o rival que era treinado por Zubeldía. O Rojo não se abateu pela pressão externa e emplacou um 2-0 com gols de Miranda e Santana.

Logo aos dois minutos de jogo Miranda abriu o placar para o Rey de Copas. Depois do gol o jogo se tornou muito pilhado e aos 39 do segundo tempo Villar foi expulso, fato que desestabilizou a Academia que deixou muitos espaços no campo de jogo, o que foi aproveitado pelos Diablos, que aos 48 da etapa complementar fecharam o placar com gol de Santana. Com esse triunfo o Rey de Copas havia deixado a zona de descenso, mas logo mais tarde retornou para essa desagradável posição e acabou terminando o campeonato ali.

Torneo de Transición 2014: Independiente 2-1 Racing

Independiente e Racing entraram em campo com os dois técnicos balançando. Com a vitória, Sergio Almirón que atualmente treina o Lanús, saiu com certo crédito do clássico. Diego Cocca, técnico atual da Academia, que retornou recentemente após passagem pelo Millonarios da Colômbia,  saiu na corda bamba.

O Racing começou ganhando a partida, mas os donos da casa logo viraram a partida. Os Gols foram de Diego Milito, para a Acade, aos 13 do primeiro tempo. Pelo Diablo Rojo marcaram Penca aos 24 e Mancuello aos 26. Apesar da derrota no clássico, Cocca foi mantido e meses depois a Academia se sagrou campeã argentina.

Primera División 2015: Racing 1-0 Independiente

Um Cilindro absolutamente lotado recebeu mais uma edição do clássico de Avellaneda. Os comandados de Diego Cocca vinham de derrota por 1-0 para o Guaraní do Paraguai pelo jogo de ida das quartas da Libertadores 2015. Já os de Jorge Almirón vinham de um empate por 1-1 contra o Boca Juniors em casa.
Foi um clássico muito disputado do início ao fim com várias chances para ambos os lados, até que aos 23 minutos da primeira etapa o zagueiro Víctor Cuesta derrubou Marcos Acuña dentro da área. O árbitro Germán Delfino não teve dúvidas e aponotu a marca da cal.Pênalti. O capitão e ídolo Diego Milito converteu o penal, fazendo a festa da torcida local.
Na segunda etapa a partida prosseguiu com bastante equilíbrio, com chances claras para ambos os lados, inclusive um gol do meia uruguaio Camacho foi anulado. Já no fim da partida o meia e capitão do Rojo Mancuello, deu um pisão sem bola em Francisco Cerro fora do lance, e foi punido com o cartão vermelho direto.Fim de jogo,1-0 para La Academia e festa da apaixonada torcida Racinguista.

Campeonato 2015: Independiente 3-0 Racing

Comandado por Mauricio Pellegrino, o Independiente recebeu o Racing, que lutava pelo título argentino. Fato é que a Academia não tomou conhecimento do Rojo que a atropelou. Essa pode ser considerada a melhor partida das 10 últimas do Rey de Copas.

Resultado de imagem para independiente 3 racing 0 2015
(Imagem: Diez Más)

Aos 32 minutos do primeiro tempo, Martín Benítez abriu o placar para o Independiente. Logo aos 34, Acuña deu uma dura cotovelada em Méndez e foi expulso. Aos 36 da etapa complementar o próprio Jesus Méndez fez um golaço de falta, de encher os olhos. E para fechar o placar, aos 40 do segundo tempo, o uruguaio Diego Vera fez o terceiro do Rojo de cabeça.

Campeonato 2015 – Liguilla pre-Libertadores: Independiente 0-2 Racing

Este um clássico com ares de decisão, mesmo sendo o jogo de ida da final da Liguilla pré Libertadores. O Rojo na fase anterior havia eliminado o Belgrano por sonoros 4-1 em sua casa. Já La Academia, despachou o Estudiantes por 2-1 no Cilindro.
O Independiente dominou as ações no primeiro tempo, com a posse de bola a favor e perdeu inúmeras chances de abrir o placar. Já o Racing foi letal nas poucas chances que teve. Aos 37, um chutão de Saja, Camacho resvalou na bola e sobrou para Bou. La Pantera driblou dois defensores e tocou na saída do arquero Rodríguez. Quatro minutos mais tarde, aos 41, bola alçada na área do Rojo, a defesa afastou no primeiro instante, Acuña dividiu no alto com o adversário e a bola sobrou na entrada da área para Romero, que chutou cruzado para definir o placar.
Na segunda etapa o Racing se segurou na defesa para assegurar o resultado.o Independiente tentou de todas as maneiras descontar o marcador. Fim de jogo, 2-0 para La Acade, que quebrou uma escrita de 14 anos se vencer o rival no território inimigo, a ultima vitória havia sido em 2001, por 1-0, com gol de Maxi ‘Chanchi’ Estévez.

Campeonato 2015 – Liguilla pre-Libertadores: Racing 1-2 Independiente

O Racing Club entrou com ampla vantagem para essa partida, após vencer o Independiente por 2-0 na partida de ida no LDA. Tudo ficou pior para o Rey de Copas após a expulsão de Jesús Méndez e Ortiz no segundo tempo.

Precisando do resultado o Independiente abriu o placar com um golaço de falta de Cebolla Rodríguez, aos 21 do segundo tempo. A alegria roja durou pouco, pois quatro minutos depois do gol de Cebolla, Lollo empatou para a Acade com uma cabeçada. Alguns minutos após o gol do Racing Jesús Mendéz e Marciano Ortíz foram expulsos. Mesmo com nove em campo, Martín Lucero virou para os Diablos. O gol de Lucero não foi suficiente para o Independiente, dessa forma o Racing se classificou à Copa Libertadores 2016 e o Rey de Copas teve que contentar-se com uma vaga na Copa Sul-Americana.

Primera División 2016: Independiente 1-1 Racing

Ambas as equipes precisavam da vitória, o Racing vinha de uma derrota contra o Newell’s por 5-0 e o Independiente havia perdido para o Central. Ao que tudo indicava, esse clássico terminaria em 0-0, uma partida bem morna. Porém aos 85, Leandro Fernández abriu o placar para o Diablo Rojo. A Academia não quis ficar para trás, conco minutos depois, Lincha López empatou em grande estilo para os academicos, com um golaço de bicicleta.

Primera División 2016: Racing 0-0 Independiente

Em confronto válido pela 12a rodada do campeonato argentino, o Racing poupou vários titulares para enfrentar o arquirrival, pois iria receber o Atlético-Mg pela partida de ida das oitavas de final da Libertadores 2016. Os comandados de Facundo Sava vinham de um sofrido empate por 2-2, contra o Argentinos Juniors, em casa. Já o Rojo vinha de vitória fora de casa por 2-0 contra o Vélez em Liniers.
A primeira etapa foi movimentada com vários lances de perigo para ambos os lados, porem o Independiente foi melhor nos primeiros 45 minutos, mas não aproveitou as oportunidades. Já na segunda etapa, o Racing dominou a segunda etapa, foi mais incisivo, inclusive reclamou de dois penais não marcados pelo árbitro Federico Beligoy, mas não foi efetivo. Fim de papo, 0-0, e um ponto para cada lado em mais uma edição do clássico de Avellaneda.

Primera División 2016/17 fecha 11 Racing 3-0 Independiente

Em confronto válido pela 11a rodada, do Campeonato Argentino, ocorreu a última edição do clássico de Avellaneda. Os comandados de Ricardo Zielinski vinham de um empate por 1-1 contra o Huracán em Parque Patricios. Já os de Gabriel Milito vinham de uma sequencia ruim, inclusive na ultima partida, quando foram derrotados pelo San Lorenzo por 2-1 em casa. A fanática hinchada racinguista fez uma linda festa para receber seus heróis, e os jogadores não as decepcionaram.

Os donos da casa com um minuto de jogo tiveram uma chance em uma falta muito bem batida por Bou e uma boa defesa de Martín Campaña. La Academia seguiu pressionando os rivais, quando aos 23 minutos, num chutão de Orión, o zagueiro do adversário falhou e a bola sobrou para Lisandro López. Ele fintou o zagueiro e mandou um chute seco, no canto, sem chances para Campaña. O Rojo teve apenas uma chances com uma cabeçada de Denis, que foi defendida por Orión.

Resultado de imagem para racing 3 independiente 0

Na segunda etapa o Racing seguiu pressionando o rival, logo aos dois minutos da etapa complementar, Licha roubou a bola do zagueiro e passou para Bou. La pantera invadiu a área, deu uma finta seca no defensor e disparou no contrapé do goleiro adversário. O Independiente seguiu sem forças para reagir, encurralado no seu campo, até que aos vinte minutos da segunda etapa veio o golpe de misericórdia. Nicolás Tagliafico derrubou Licha na área, e o árbitro Diego Abal, assinalou o penal. O próprio Licha foi para a cobrança e converteu o segundo gol dele na partida, sacramentando a vitória. Fim de jogo, 3-0 para La Academia e mais festa da apaixonada torcida em um Cilindro completamente tomado.

Texto de Gilbray Barreiros e Paulo Viana

Newell's
Clique na imagem para acessar o site
Gilbray Barreiros (44 Posts)


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta